Via Sacra – Todas as sextas-feiras da Quaresma – Após a Missa das 19 horas

Irmãos em Cristo, o  CPP convida toda a comunidade para participar da Via Sacra  que será realizada em todas as sextas-feiras da quaresma, após a Santa Missa das 19h.

A meditação da via dolorosa já faz parte da tradição religiosa de nossa Paróquia e nos ajuda a compreender um pouco mais o significado desse exercício de piedade.

Modelo de Via Sacra:

Rezemos:
Ó meu doce Jesus, amo-Vos porque sois infinitamente bom. Pesa-me, de todo o coração, de Vos ter ofendido, a Vós, que sois meu sumo bem.
Ofereço-Vos este piedoso exercício em memória do que sofrestes no caminho do Calvário, por amor a mim, que sou  pecador. Suplico as indulgências dessa devoção em meu favor e em favor das almas do Purgatório. Amém

I Estação – Jesus é condenado à morte

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor:  Por sentença de Pilatos o Senhor foi despido, preso a uma coluna, açoitado com rigor, vestido de zombaria, escarnecido, coroado com penetrantes espinhos e, finalmente, condenado à morte.

PAI NOSSO…

A morrer crucificado, teu Jesus é condenado, por teus crimes, pecador…

II Estação – Jesus toma sua Cruz

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Puseram sobre os ombros magoados e ensanguentados do Senhor o pesado lenho da cruz, para, no Calvário, cercado de algozes, ser nele pregado.

PAI NOSSO…

Com a Cruz é carregado, e do peso acabrunhado, vai morrer por teu amor…

III Estação – Jesus cai sob o peso da cruz

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Jesus, fatigado do caminho e enfraquecido pela perda de sangue da cruel flagelação e coroação de espinhos, cai sob o peso da cruz, abrindo novas feridas e chagas.

PAI NOSSO…

Pela Cruz tão oprimido, cai Jesus desfalecido, pela tua salvação….

IV Estação – Jesus encontra Maria, sua Mãe

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Indo Jesus com a cruz em seus ombros, preso com uma grossa corda ao pescoço, em tão lastimoso estado encontrou sua mãe triste e aflita.

PAI NOSSO…

De Maria lacrimosa, no encontro lastimosa, vê a viva compaixão…

V Estação – Simão ajuda Jesus a carregar a cruz

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Obrigaram a Simão Cirineu a ajudá-lo a levar a cruz, não movidos por caridade, mas temendo que Jesus no caminho morresse, pois queriam crucificá-lo vivo, para fazê-lo padecer mais.

PAI NOSSO…

Já sem força em sangue o rosto, um auxílio que é imposto, vem prestar-lhe o Cirineu…

VI Estação – Uma mulher enxuga a face de Jesus

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Verônica, vendo coberto de escarros, poeira, suor e sangue o rosto de Jesus, rompe as fileiras de bárbara soldadesca e limpa-o com uma toalha, na qual ficou estampado o retrato do Senhor.

PAI NOSSO…

O seu rosto ensanguentado, por Verônica enxugado, contemplamos com amor…

VII Estação – Jesus cai pela segunda vez

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Jesus cristo, cada vez mais enfraquecido e debilitado, cai a segunda vez em terra por lhe faltarem as forças, e porque o grande peso da cruz lhe tinha feito uma penosa chaga no ombro.

PAI NOSSO…

Outra vez desfalecido, pelas dores abatido, cai por terra o Salvador…

VIII Estação – Jesus consola as filhas de Jerusalém

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Começam a chorar de sentimento umas piedosas mulheres de Jerusalém, por verem a Jesus em tão lastimoso estado.

PAI NOSSO…

Das matronas piedosas, de Sião filhas chorosas, é Jesus consolador…

IX Estação – Jesus cai pela terceira vez

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: O pobre Jesus, quase morto e não podendo manter-se em pé, cai terceira vez com a cruz em terra, chegando a ferir nas pedras seu santíssimo rosto.

PAI NOSSO…

Cai terceira vez prostrado, pelo peso redobrado, dos pecados e da Cruz…

X Estação – Jesus é despojado de suas vestes

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Arrancaram de Jesus, à vista de grande multidão de espectadores, as vestes, pregadas pelo sangue e tantas chagas que lhe cobriam o sagrado corpo, e deram-lhe a beber vinagre e fel.

PAI NOSSO…

Dos vestidos despojado, todo chagado e pisado, eu vos vejo, meu Jesus…

XI Estação – Jesus é pregado na cruz

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Obedecendo o Senhor aos algozes, estendeu-se sobre a cruz, e eles, com fortes pancadas de martelo, cravaram os pregos em suas mãos e pés, rasgando suas carnes e veias, derramando seu sangue em rios e esgotando-lhe todas as forças.

PAI NOSSO…

Sois por mim na Cruz pregado, insultado, blasfemado, com cegueira e com furor…

XII Estação – Jesus morre na cruz

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: O redentor do mundo, depois de três horas de tormentosa agonia, entre insultos e blasfêmias dos espectadores, exala o último suspiro.

(Momento de silêncio)

PAI NOSSO…

Meu Jesus, por mim morrestes, por meus crimes padecestes.  Oh! que grande é a minha dor…

XIII Estação – Jesus é descido da cruz e entregue à sua Mãe

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Maria Santíssima recebe em seus braços o corpo de seu divino filho; contempla seu rosto pálido,  ensanguentado e desfigurado; vê-lhe os olhos extintos, a boca fechada, o peito, as mãos e os pés transpassados.

PAI NOSSO…

Do madeiro vos tiraram, e à Mãe vos entregaram, com que dor e compaixão…

XIV Estação – Jesus é colocado no sepulcro

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Como o sepulcro estivesse próximo e ia começar o sábado dos Judeus , foi ali que puseram Jesus. O corpo do Redentor, depois de ser ungido, foi depositado no sepulcro por fiéis que acompanharam o piedoso enterro do Senhor.

PAI NOSSO…

No sepulcro vos deixaram, sepultado vos choraram, magoado o coração…

Oração final:

Jesus,  que por nós morrestes na Cruz, concedei-nos a graça de uma verdadeira conversão por Sua morte e ressurreição. Senhora Aparecida, Mãe de Deus e nossa Mãe, padroeira nossa, intercedei por nós, por nossa Arquidiocese, por nossas famílias e por nossas intenções, velando por nós agora e na hora da nossa morte, alcançando-nos a morte dos justos. Amém.

(Fonte: Folheto Arquidiocese de Brasília)

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *