VIII Cerco de Jericó na Paróquia do Verbo Divino

É com muita alegria que viemos convidá-lo(a) a participar do VIII Cerco de Jericó em Casa, promovido pela Paróquia do Verbo Divino – Brasília /DF.
O evento será de 18 a 25 de maio de 2017, com a Missa de Entrega e Abertura no dia 18, às 19h , e Missa de Encerramento e Agradecimento no dia 25/05, às 19h.
Para se inscrever, basta clicar no link ao lado https://goo.gl/forms/dMn7yv2Czxx5EXtt1. Digite o seu melhor email para que possamos enviar o roteiro para você.
O VIII Cerco de Jericó em Casa terá como tema Nossa Senhora, em virtude do Ano Nacional Mariano. Ela que foi aquela que confiou plenamente em Deus, também  nos levará a buscar essa confiança e assim quebrarmos as muralhas dos nossos impossíveis.
Aguardamos a sua inscrição manifestando sua adesão para participar do VIII Cerco de Jericó em Casa na certeza de que muitas muralhas dos seus impossíveis serão derrubadas e de que Deus agirá poderosamente em sua vida, com a intercessão da Mãe Santíssima.
Para se inscrever basta clicar no link abaixo:
No Amor de Cristo: Paz e Bem!
Movimento de Adoração e Intercessão na Paróquia do Verbo Divino
“Buscai o Senhor enquanto se deixa encontrar. Invocai-O enquanto está perto!!   (Is 55,6)

Comemoração dos 10 anos de ordenação sacerdotal do Pe. Denzil

Padre Denzil, se já louvamos e bendizemos, hoje louvamos e agradecemos muito mais pelo dom de sua vida, da qual a Providência Divina se serviu a fim de nos permitir estar aqui para agradecer mais um ano de sua ordenação sacerdotal. Na vida, há acontecimentos e datas dos quais não podemos esquecer e, no que diz respeito à sua vocação, muito mais se torna importante fazer memória, principalmente como atitude de ação de graças pelo dom recebido.

A Paróquia do Verbo Divino em Brasília é abençoada pela sua presença e pelo seu trabalho, sua sabedoria pastoral e também os seus conselhos que sempre nos direcionam para o caminho certo. Padre, festejar mais um ano de ordenação sacerdotal é ter a chance de fazer novos amigos, ajudar mais pessoas, ensinar novas lições, sorrir por novos motivos, amar mais ao próximo, dar cada vez mais amparo, rezar mais preces e agradecer mais vezes, é também amadurecer um pouco mais e olhar a sua missão de lançar as redes como uma dádiva de Deus.

Hoje, nós paroquianos aqui presentes, e, quem sabe, ausentes, compreendemos um pouco a vocação para o sacerdócio como sendo um dom divinal, um dom para o qual é preciso abrir mão de muitas coisas essenciais na vida, como a família, o conforto, os amigos, a liberdade, um verdadeiro despojar-se de si mesmo, para que no fim se obtenha o tudo ofertado pelas mãos de Deus. É ser grato, estar disposto, é ser forte, destemido, mesmo que o coração esteja partido pela dor, é ser rima, é ser verso, é ver Deus no universo.

Podemos afirmar, Padre, que comemorar o aniversário de ordenação é comemorar a vida, pois o sacerdote não é apenas o homem da liturgia, mas, aquele que faz da sua vida um culto litúrgico, identificando-se com a realidade da cruz, que é doação, amor e entrega aos irmãos e à Igreja, fazendo da sua vida um sacramento intenso e fecundo.

Também para a Igreja, a Ordenação Sacerdotal é um momento marcante e significativo, pois reafirma a aliança de Deus com a humanidade. Não estamos sós. Cristo caminha conosco pela intercessão das mãos consagradas do Sacerdote, que em cada celebração Eucarística O coloca vivo entre nós; pleno de misericórdia, perdão e amor.

O dia 5 de maio é um dia festivo e abençoado para todos nós paroquianos, mas o é, principalmente para Deus, pois há 10 anos Ele recebeu o seu precioso SIM. Por tudo isto, Padre Denzil agradecemos pelo seu contínuo esforço, zelo e dedicação e, principalmente, por ser este fiel amigo e pai espiritual que conduz, amorosamente, os nossos passos em direção a Deus. Saiba que somos muito felizes e nos sentimos agraciados por tê-lo em nosso meio. Nós lhe parabenizamos e pedimos as bênçãos de Deus e que Nossa Senhora das Graças o cubra e proteja com Seu Manto Celestial, estando à frente de todas as dificuldades e obstáculos que se puserem em seu caminho e que o Espírito Santo lhe impulsione cada vez mais a assumir sua vida sacerdotal.

Nesta hora nós: paroquianos, grupos, movimentos, pastorais, funcionários e de todos que fazem parte da Paróquia do Verbo Divino em Brasília, quiçá, do mundo inteiro, pedimos licença para, de mãos estendidas como forma de nossa gratidão e entrega, rezarmos pelo senhor.

 Ave Maria …

Silvia Maria Martins

Confira aqui as fotos do evento

Seresta das Mães – 13 de maio de 2017

Vem aí a tradicional Seresta das Mães da Paróquia do Verbo Divino…. boa companhia ao som de boa música e um cardápio prá lá de especial,  em que será servido um delicioso  Bacalhau a Gomes de Sá, pernil assado com farofa, salada Waldorf, arroz branco e arroz com brócolis.

Adquira já os seus convites, pois a venda está limitada!

Ainda tem dúvidas com relação ao Imposto de Renda?

28 de abril é o prazo máximo para entrega da declaração do Imposto de Renda. Por isso, a Pastoral Jurídica comunica que serão realizados MUTIRÕES DE ESCLARECIMENTO PARA AJUDAR NO PREENCHIMENTO DO IMPOSTO DE RENDA.

Os mutirões acontecerão nos dias:

  • 20/04 de 20h às 22h; e
  • 22/04 de 16h às 18h.

O atendimento será na sala 03 do Centro Pastoral, por ordem de chegada.

Lembramos, ainda, que a Pastoral Jurídica funciona toda terça feira de 10h às 12h.

 

Pastoral Jurídica da Paróquia do Verbo Divino

Semana Santa

SEMANA SANTA

Domingo de Ramos

A Semana Santa, período mais importante para fé do cristianismo, tem início no Domingo de Ramos, quando se celebra a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém, antecedendo os dias de Sua Paixão, Morte e Ressurreição.

“Aproximavam-se de Jerusalém. Quando chegaram a Betfagé, perto do monte das Oliveiras, Jesus enviou dois de seus discípulos, dizendo-lhes: Ide à aldeia que está defronte. Encontrareis logo uma jumenta amarrada e com ela seu jumentinho. Desamarrai-os e trazei-mos. Se alguém vos disser qualquer coisa, respondei-lhe que o Senhor necessita deles e que ele sem demora os devolverá. Assim, neste acontecimento, cumpria-se o oráculo do profeta: Dizei à filha de Sião: Eis que teu rei vem a ti, cheio de doçura, montado numa jumenta, num jumentinho, filho da que leva o jugo (Zc 9,9). Os discípulos foram e executaram a ordem de Jesus. Trouxeram a jumenta e o jumentinho, cobriram-nos com seus mantos e fizeram-no montar. Então a multidão estendia os mantos pelo caminho, cortava ramos de árvores e espalhava-os pela estrada. E toda aquela multidão, que o precedia e que o seguia, clamava: Hosana ao filho de Davi! Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor! Hosana no mais alto dos céus! Quando ele entrou em Jerusalém, alvoroçou-se toda a cidade, perguntando: Quem é este? A multidão respondia: É Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia”. (Mt 21,1-11)

A Procissão de Ramos não é somente uma repetição do relato do evangelho. Tem o sentido de nossa peregrinação neste mundo e nos leva à vida eterna.

Os ramos abençoados neste dia são levados para casa, e, depois de secos, poderão ser trazidos para a igreja, no próximo ano, para que sejam queimados e usados na quarta-feira de cinzas, disse o nosso Pároco Pe. Denzil, em sua homilia.

Confira aqui as fotos do Domingo de Ramos em nossa Paróquia

QUINTA-FEIRA SANTA – 13 DE ABRIL DE 2017

Bênção dos santos óleos:

Uma das cerimônias litúrgicas da Quinta-feira Santa é a bênção dos santos óleos usados durante todo o ano pelas paróquias. São três os óleos abençoados nesta celebração: o do Crisma, dos Catecúmenos e dos Enfermos. Em Brasília, essa bênção acontece na Catedral Nossa Senhora Aparecida e é celebrada pelo nosso Arcebispo Dom Sérgio e todo o Clero. É um momento de reafirmar o compromisso de servir a Jesus Cristo.

Missa da Ceia do Senhor – Lava-pés:

O ritual do Lava-pés, realizado na Quinta-Feira Santa, nos recorda o gesto de amor de Jesus Cristo na última ceia. Esse rito é um ato litúrgico que repete o exemplo que Ele nos deixou para que também façamos o mesmo aos nossos irmãos.

“Depois de lhes lavar os pés e tomar as suas vestes, sentou-se novamente à mesa e perguntou-lhes: Sabeis o que vos fiz? Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. Logo, se eu, vosso Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar-vos os pés uns aos outros. Dei-vos o exemplo para que, como eu vos fiz, assim façais também vós.” (Jo 13,12-15)

Instituição da Eucaristia:

Também na Quinta-Feira Santa, a Igreja dá início ao chamado Tríduo Pascal. Durante a Última Ceia, Jesus, na noite em que foi traído, ofereceu ao Pai o Seu Corpo e Sangue sob as espécies do Pão e do Vinho, e os entregou aos apóstolos para que os tomassem, mandando-lhes fazer o mesmo em Sua memória.

Naquele momento de despedida, pelo mistério da Transubstanciação, que acontece em todas as Santas Missas no instante da Consagração, as espécies de pão e vinho são transformadas pelo Espírito Santo no seu Corpo, Sangue, Alma e Divindade, mantendo, entretanto a aparência original das mesmas espécies, instituindo assim, o Sacramento da Eucaristia.

“Tomou em seguida o pão e depois de ter dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Do mesmo modo tomou também o cálice, depois de cear, dizendo: Este cálice é a Nova Aliança em meu sangue, que é derramado por vós…” (Lc 22,19-20)

Instituição do sacerdócio:

O sacramento da Ordem foi instituído por Cristo juntamente com o da Eucaristia. Por isso, não há Eucaristia sem sacerdote (Ministro ordenado) e não há sacerdócio ministerial sem a Eucaristia. Ao presbítero cabe a presidência eucarística da comunidade. Por isso esses dois sacramentos – Eucaristia e Ordem – se implicam mutuamente.

“Fazei isto em memória de mim”. Com essas palavras, o Senhor instituiu o sacerdócio e deu-lhe poder para celebrar a Eucaristia.

Confira aqui as fotos da 5ª Feira Santa em nossa Paróquia

SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO – 14 DE ABRIL DE 2017

Via Sacra encenada

Na Sexta-feira Santa, às 9 horas, o Movimento Jovem de nossa paróquia apresentou o sofrimento incomensurável da morte de Cristo no Calvário através da Via Sacra encenada. Com a Paixão de Jesus, conforme os Evangelhos, foi possível contemplarmos o mistério do Crucificado e rememorar o caminho sagrado por Ele percorrido, a fim de nos conquistar a redenção por Sua morte na Cruz… Neste ano de 2017, por ocasião da instituição do Ano Nacional Mariano, em celebração aos trezentos anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida nas águas do Paraíba do Sul, somos convidados a percorrer este caminho junto com Maria, mãe de Jesus e nossa mãe e por meio de seu olhar entrarmos no mistério da salvação.

O texto da encenação nos trouxe reflexões ligadas aos sentimentos de Nossa Senhora, seu coração, sua aflição, suas dores de mãe e mãe do Salvador e sua esperança.

Confira aqui as fotos da Via Sacra encenada em nossa Paróquia

Celebração Da Paixão Do Senhor

Na Sexta-Feira Santa não se celebra a Missa. Temos, porém, uma celebração que se chama Funções da Sexta-feira da Paixão, que tem origem em uma tradição muito antiga da Igreja que já ocorria nos primeiros séculos, especialmente depois da inauguração da Basílica do Santo Sepulcro e do reencontro da Santa Cruz por parte de Santa Helena (ano 335 d.C.).

Esta celebração é dividida em três partes, sendo a primeira parte, a leitura da Sagrada Escritura e da oração universal; a segunda parte, a adoração da Santa Cruz e a terceira parte, a distribuição da Comunhão Eucarística. Tudo isso compõe o memorial da Paixão e Morte de Nosso Senhor. Memorial não é apenas relembrar ou fazer memória dos fatos, é realmente celebrar agora, buscando fazer presente, atual, tudo aquilo que Deus realizou naqueles tempos.

Dessa forma, às 15h, foi celebrada a Paixão do Senhor com a leitura da Sagrada Escritura e da oração universal, seguida da adoração à santa cruz, momento em que a cruz foi apresentada solenemente à comunidade e cada um dos fiéis a beijou com reverência. Logo após, foi distribuída a Comunhão Eucarística.

Às 18 horas, Pe. Denzil fez o sermão do Descendimento da Cruz

Havia um homem, por nome José, membro do conselho, homem reto e justo. Ele não havia concordado com a decisão dos outros nem com os atos deles. Originário de Arimatéia, cidade da Judéia, esperava ele o Reino de Deus. Foi ter com Pilatos e lhe pediu o corpo de Jesus. Ele o desceu da cruz, envolveu-o num pano de linho e colocou-o num sepulcro, escavado na rocha, onde ainda ninguém havia sido depositado. (Lc 23,50-53)

Na sequência, a Catequese, juntamente com a comunidade, meditou e rezou o terço das “Sete dores de Nossa Senhora”, buscando consolar seu coração transpassado de dores. São elas: A profecia de Simeão; A fuga para o Egito; A perda de Jesus no templo; O encontro com Jesus a caminho do Calvário; A dor aos pés da cruz; A Virgem Dolorosa recebe o corpo de Jesus em seus braços; e a dor de ver Jesus sepultado.

Jaculatória: “Ó Mãe de Misericórdia, lembrai-nos sempre das dores de vosso filho, Jesus Cristo.”

Confira aqui as fotos do Momento Mariano em nossa Paróquia

 

Vigília Pascal do Verbo Divino tem fogo novo e lição de gratidão a Deus

“O Senhor Jesus venceu a morte e voltou vitorioso”! A vigília deste sábado de aleluia (15/04) trouxe a alegre mensagem da ressurreição: Cristo está vivo no meio de nós!

Desde a bênção do fogo novo, a assembleia se uniu para anunciar que o Senhor ressuscitou e fez brilhar a sua glória, com o cântico de proclamação entoado pelo Padre Denzil. Tanta alegria e unção contou com a ajuda do Ministério de Música, que conseguiu tocar o fundo da alma de quem estava presente. Fez até os fiéis dançarem ao som de “Glória a Deus nas alturas” e dos salmos, no estilo do rei Davi, para louvar a Deus!Sábado de Aleluia

Na homilia, Padre Valdir explicou que todas as leituras remontaram desde a criação do mundo até a presença redentora de Jesus Cristo na Terra. Ele conclamou todos a celebrarem a verdadeira Páscoa: “Deixar o homem velho para traz e buscar o novo homem que surge com a passagem. Cristo veio para nos dar vida e vida em abundância. Por isso, devemos demonstrar nossa gratidão a Ele não apenas com palavras, mas com atitudes”. A liturgia eucarística nos relembrou, ainda, das Obras de Misericórdia. É nosso dever praticá-las durante todo o ano.

A lição é: fazer a vontade do Pai! Este é o caminho que Jesus ensina. Para viver esta verdade, todos renovaram suas promessas batismais, renunciando ao pecado e retomando a fé na vida eterna. “Inteiramente renovados, sirvamos ao Senhor”, como disse uma das orações.

A vigília Pascal da Paróquia do Verbo Divino foi iluminada pelas velas que espalharam o fogo do círio novo e terminou em festa. Além de celebrar o Cristo vivo, a comunidade ainda comemorou o aniversário de 40 anos do Padre Denzil, o pároco. E já está em preparação a festa dos 10 anos de sacerdócio! #ficaadica

Parabéns, Padre Denzil! E que Cristo Ressuscitado seja a luz condutora das nossas vidas! Aleluia, aleluia!

Clique Abaixo para ver as fotos deste grande momento:

 

 

Dom Valdir Mamede faz palestra para explicar ensinamentos do Papa Francisco sobre meio ambiente.

Laudato Si: Louvado Seja Deus

Você já ouviu falar da Encíclica do Papa chamada Laudato Si?

Se não, preste atenção nesta reportagem para entender um pouquinho. Dom Valdir Mamede esteve na Paróquia do Verbo Divino nesta terça-feira (04/04) para explicar um pouco do que o Papa Francisco nos ensina sobre os cuidados com o meio ambiente.

Aliás, não é só de meio ambiente que a Encíclica fala. O Papa faz também uma crítica ao comunismo e ao desenvolvimento irresponsável das nações. O Santo Padre ainda apela por uma mudança e uma unificação global das ações para combater a degradação ambiental e as alterações climáticas.

Já sabe onde vamos chegar, né!? Claro, no tema da Campanha da Fraternidade deste ano, que é “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”. E a campanha ainda traz um lema, isto é, uma frase de motivação: “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2.15).

O bispo enumerou várias observações importantes que o Papa Francisco fez. Por exemplo, a crise ecológica. A partir da Bíblia, em especial do livro do Gênesis, Deus se apresenta por meio da criação do mundo e de todos os seres vivos. Mas hoje o que vemos é a deterioração que o ser humano faz desse meio ambiente. E tudo em nome de quê? Do dinheiro, principalmente. “É preciso manter o que já temos e que passa de geração em geração, como as matas, os rios, as florestas, sem deteriorá-los. Um exemplo que o Papa Francisco dá de como essa degradação está acontecendo é a grande produção de lixo que existe no mundo hoje”, explica o bispo.

Parando para pensar bem, quanto de lixo você produz na sua casa?  Não daria para optar por produtos com menos embalagens? E na hora de jogar isso fora, você separa o lixo para que se possa reaproveitar o que é reciclável? Já jogou aquele papelzinho de bala pela janela do carro? Pois é, é por meio das pequenas atitudes que o homem se mostra filho de Deus.

Segundo os ensinamentos de Dom Valdir, é preciso pensar numa “ecologia integral”, ou seja, abordar as realidades contemplativas de Deus, integrando-se as dimensões humanas e sociais. Também se deve observar uma “conversão ecológica”, com atitudes que remetem à vivência da vocação de guardiões da obra de Deus não como algo opcional, mas como parte essencial de uma existência virtuosa. “Essas atitudes implicam também gratidão e ternura pelo que Deus nos fez”, ensinou.

Em meio a tantas novidades do mundo atual, em especial as relacionadas às tecnologias, Dom Valdir ressaltou que não se pode inverter as relações: “A tecnologia que não está a serviço do homem, escraviza-o. Essas novas formas de escravidão também estão surgindo em virtude das grandes propriedades adquiridas por grandes grupos”, frisou ele. A Encíclica explica que “a tecnologia, que, ligada à finança, pretende ser a única solução dos problemas, é incapaz de ver o mistério das múltiplas relações que existem entre as coisas e, por isso, às vezes resolve um problema criando outros”.

Por fim, Dom Valdir Mamede esclareceu que a internacionalização da Amazônia deve ser vista com extremo cuidado, em especial, por causa do cenário de possíveis conflitos em razão da água e da abundância desse recurso natural naquele ecossistema. “Há propostas de internacionalização da Amazônia que só servem aos interesses econômicos das corporações internacionais”, escreve o Papa Francisco.

Quem foi à palestra, conseguiu tirar dúvidas e fazer comentários com o bispo sobre a Encíclica. Mas não fique triste se você não pode ir. Que tal começar a fazer a diferença dentro da sua casa, no meio da sua família e dos seus amigos? É uma ótima maneira de por em prática o que o sucessor de Pedro nos ensina. E se você quiser ler a Encíclica Laudato Si na íntegra e estudar todos os pontos levantados pelo Papa Francisco, pode encontrar a versão em português direto no site do Vaticano neste link: http://w2.vatican.va/content/francesco/pt/encyclicals/documents/papa-francesco_20150524_enciclica-laudato-si.html

 

A paz do Senhor!

Mutirão de esclarecimentos para ajudar no preenchimento do Imposto de Renda.

A Pastoral Jurídica comunica que serão realizados MUTIRÃO DE ESCLARECIMENTO PARA AJUDAR NO PREENCHIMENTO DO IMPOSTO DE RENDA.

Os mutirões acontecerão nos dias:

·         24/03 de 20 às 22h; e

·         25/03 de 17 às 19h.

·         Em abril teremos outros 2 dias: 20/04 e 22/04

O atendimento será na sala 03 do Centro Pastoral, por ordem de chegada.

A Pastoral Jurídica funciona toda terça feira de 10 às 12h.

Almoço Italiano – 19 de março de 2017

1Abençoado, descontraído, festivo, são adjetivos que caracterizam plenamente o “Almoço Italiano” realizado ontem na Paróquia do Verbo Divino.  Sucesso absoluto de comparecimento da comunidade, o evento foi animado com boa música pelos paroquianos Renatinho, Silber, Denilson e Roger.

Com palavras de agradecimento, Pe. Valdir abençoou a todos os trabalhadores, doadores, colaboradores e à comunidade presente,  e juntos, rezaram a oração do Pai Nosso, dando início aos serviços do Buffet.

O ambiente, muito bem decorado, fez com que a alegria e as conversas nas mesas dessem um toque especial que remetiam a um clima de verdadeira cantina italiana, “Mangia che te fa bene!” Porque comer é muito bom e comer em boa companhia é melhor ainda!

Confira aqui as fotos do evento

Missa em Ação de Graças pelo retorno do Pe. Denzil e despedida do Pe. Norberto

Padre Norberto e Padre Denzil 20

Para marcar o retorno do Pe. Denzil e a partida do Pe. Norberto, no dia 14 de março foi realizada uma missa especial, em que ambos foram calorosamente ovacionados. Num misto de sentimentos, a comunidade estava saudosa de seu pároco e feliz por seu retorno e, ao mesmo tempo, triste pela partida do Pe. Norberto que, por mais de 3 meses, se dedicou aos trabalhos da Paróquia do Verbo Divino. Ao final, Pe. Norberto foi homenageado com a leitura do texto

“Tu és um Sacerdote para sempre” Por J. B. Henri Lacordaire, OP

Viver no meio do mundo
sem desejar seu próprio prazer…
Ser um membro de cada
família e ainda assim não pertencer a ninguém…
Participar de todos os sofrimentos;
penetrar todos os segredos;
curar todas as feridas…
Diariamente ir dos homens a Deus
para lhe oferecer suas petições…
Vir de Deus aos homens
para lhes oferecer sua esperança..
Ter um coração de fogo para a caridade
e um coração de bronze de castidade…
Abençoa e seja abençoado para sempre.
Ó Deus, que vida, e que é sua,
sacerdote de Jesus Cristo!

Após a missa, a comunidade se reuniu no refeitório do centro pastoral para uma singela confraternização, em que nossos padres acolheram e cumprimentaram os presentes.


Confira as Fotos!