Dia do Padroeiro da Paróquia do Verbo Divino – 25 de março de 2019

E o Verbo se fez carne e habitou entre nós  (Jo 1,14)

 

No dia 25 de março, a Igreja celebra, solenemente, com o coração radiante, o anúncio da Encarnação do Filho de Deus — o Verbo Divino.  É o dia em que a eternidade entra no tempo, como afirmou o Papa São Leão Magno: “A humildade foi assumida pela majestade; a fraqueza, pela força; a mortalidade, pela eternidade.” A festa da Anunciação do Arcanjo Gabriel à Virgem Maria é comemorada desde o Século V, no Oriente e a partir do Século VI, no Ocidente, nove meses antes do Natal.

O tema central dessa grande festa é o Verbo Divino que assume nossa natureza humana.

Nessa festa recordamos o maior acontecimento da história – quando o Verbo Divino se fez carne no ventre da Virgem Maria. E como nos diz Santo Agostinho: “O mundo era indigno de receber o Filho de Deus diretamente das mãos do Pai, Ele o deu a Maria a fim de que o mundo o recebesse por meio dela”.

Participe dessa festa! Missa Solene do nosso Padroeiro, o Verbo Divino, no próximo dia 25 de março, às 19h.

Oração:

Ó Trindade Santa, fonte de infinita misericórdia! Criaste-nos por amor, para a liberdade e para a santidade. Ajudai-nos a celebrar, com entusiasmo e espírito de fé, a Encarnação verdadeira do Filho de Deus. Seja, para cada um de nós, um tempo santo da vossa graça, tempo de perdão e libertação, tempo de festa e alegria.

Que Nossa Senhora da Anunciação, mãe agraciada do Verbo Divino, nos inspire a vivermos com fidelidade a nossa vida cristã. Com sua ternura de mãe interceda sempre por nós, seus filhos e filhas. Amém!

“VIVA DEUS UNO E TRINO EM NOSSOS CORAÇÕES E NOS CORAÇÕES DE TODAS AS PESSOAS.”

 

Mutirão do Imposto de Renda – 30 de março e 27 de abril – Prazo de entrega 30 de abril

Ainda tem dúvidas com relação ao Imposto de Renda?

Os contribuintes de todo o País já podem entregar a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2019. O prazo para envio dos dados à Receita Federal vai até 30 de abril. Dessa forma, a Pastoral Jurídica comunica que serão realizados MUTIRÕES DE ESCLARECIMENTO PARA AJUDAR NO PREENCHIMENTO DO IMPOSTO DE RENDA.

Os mutirões acontecerão nos dias:

  • 30/03 de 16h às 18h; e
  • 27/04 de 16h às 18h.

O atendimento será na sala 03 do Centro Pastoral, por ordem de chegada.

Lembramos, ainda, que a Pastoral Jurídica funciona todas as terças feiras de 10h às 12h.

 

Pastoral Jurídica da Paróquia do Verbo Divino

Missa celebrada por Dom Valdir Mamede – 17 de março de 2019

Hoje, 17 de março de 2019, na missa das 7h30, nossa Paróquia do Verbo Divino foi brindada com a presença de Dom Valdir Mamede, Bispo Auxiliar de Brasília.

Neste tempo de quaresma, Dom Valdir nos exortou a nos prepararmos para a celebração da Páscoa e fazermos com Cristo a passagem da morte para a vida para que assim se abram para todos nós os portais da eternidade.

Em sua homilia, disse que o tema que se destaca na liturgia de hoje é acerca da REVELAÇÃO. Revelar significa dar a conhecer. Temos a revelação proposta em 3 grandes momentos nos textos bíblicos. Na primeira leitura, Deus se faz nosso aliado. No capítulo 15 do Gênesis, o Senhor estabelece um pacto com Abraão.

Então, a 1ª revelação é de que Deus é nosso aliado e estabeleceu conosco um pacto e a este pacto Ele se mantém fiel por todas as gerações.

Na 2ª revelação, descrita no cap 3 da carta aos Filipenses, se Deus é aliado da criatura, se estabelece com a criatura um pacto, então a sorte da criatura é a posse da Sua bênção. O Apóstolo Paulo orientou aos habitantes de Filipos para que não se esquecessem de que eram cidadãos do céu e de lá é que deveriam aguardar o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, Aquele que transformaria o corpo humilhado da criatura em corpo glorioso, com o poder que recebeu do Pai de sujeitar a si todas as coisas e, para que as criaturas não se percam e não venham a perder a bênção, o Apóstolo lhes faz um convite: Sede meus imitadores.

E a 3ª revelação, apresentada no cap 9 do evangelho segundo Lucas, fala na revelação daquele que possibilita que essa aliança se torne posse de bênção para a criatura, Jesus Cristo, o único que tem um nome pelo qual podemos ser salvos. Por isso, no episódio do Monte Tabor, nós temos uma voz que se faz ouvir: Este é o meu filho bem amado, escutai-o.

Temos aqui a descrição da proposição para que a criatura não esmoreça no caminho daquele que se deve falar como meio de caminho, daquele que se deve falar como companheiro de jornada, logo o Senhor Jesus.

Ao final da missa o Coordenador do CPP, José Fernandes, agradeceu a Dom Valdir por sua presença em nosso meio, ao tempo em que o parabenizou pelos seis anos de episcopado, completados ontem, 16 de março.

Confira as fotos aqui

Almoço Paroquial – 10 de março de 2019

Com muita alegria foi realizado hoje, 10 de março, o almoço paroquial no salão de eventos da Paróquia do Verbo Divino.

A ausência de nosso Pároco, Pe. Denzil Crasta – SVD, foi sentida por todos os presentes. Ele se encontra em sua terra natal, aproveitando as merecidas férias em companhia de familiares e amigos que não via desde 2017. No comando da Paróquia ficou nosso Vigário, Pe. Francisco Iñigo – SVD, auxiliado pelo Pe. Norberto – SVD que, mais uma vez, está  em nossa comunidade prestando valioso auxílio nos trabalhos desenvolvidos.

Foi servido um delicioso bacalhau gratinado e escalopinho ao fungui, acompanhados de arroz, salada e uma massa. Tudo, como sempre, preparado com muito carinho e esmero.

A presença da comunidade foi maciça. Muito bom também foi rever alguns paroquianos antigos que prestigiaram o evento matando a saudade de uma boa conversa ao estilo família verbita.

Importante ressaltar que parte da renda desse Almoço Paroquial servirá para o custeio do Encontro de Jovens SEGUE-ME, que será realizado no mês de maio.

Para o mês de abril, “Almoço Italiano”, quando serão servidas deliciosas massas  … Mama mia! Aguardem!

Confira aqui as fotos do evento

 

Via Sacra – Todas as sextas-feiras da Quaresma – Após a Missa das 19 horas

Irmãos em Cristo, o  CPP convida toda a comunidade para participar da Via Sacra  que será realizada em todas as sextas-feiras da quaresma, após a Santa Missa das 19h.

A meditação da via dolorosa já faz parte da tradição religiosa de nossa Paróquia e nos ajuda a compreender um pouco mais o significado desse exercício de piedade.

Modelo de Via Sacra:

Rezemos:
Ó meu doce Jesus, amo-Vos porque sois infinitamente bom. Pesa-me, de todo o coração, de Vos ter ofendido, a Vós, que sois meu sumo bem.
Ofereço-Vos este piedoso exercício em memória do que sofrestes no caminho do Calvário, por amor a mim, que sou  pecador. Suplico as indulgências dessa devoção em meu favor e em favor das almas do Purgatório. Amém

I Estação – Jesus é condenado à morte

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor:  Por sentença de Pilatos o Senhor foi despido, preso a uma coluna, açoitado com rigor, vestido de zombaria, escarnecido, coroado com penetrantes espinhos e, finalmente, condenado à morte.

PAI NOSSO…

A morrer crucificado, teu Jesus é condenado, por teus crimes, pecador…

II Estação – Jesus toma sua Cruz

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Puseram sobre os ombros magoados e ensanguentados do Senhor o pesado lenho da cruz, para, no Calvário, cercado de algozes, ser nele pregado.

PAI NOSSO…

Com a Cruz é carregado, e do peso acabrunhado, vai morrer por teu amor…

III Estação – Jesus cai sob o peso da cruz

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Jesus, fatigado do caminho e enfraquecido pela perda de sangue da cruel flagelação e coroação de espinhos, cai sob o peso da cruz, abrindo novas feridas e chagas.

PAI NOSSO…

Pela Cruz tão oprimido, cai Jesus desfalecido, pela tua salvação….

IV Estação – Jesus encontra Maria, sua Mãe

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Indo Jesus com a cruz em seus ombros, preso com uma grossa corda ao pescoço, em tão lastimoso estado encontrou sua mãe triste e aflita.

PAI NOSSO…

De Maria lacrimosa, no encontro lastimosa, vê a viva compaixão…

V Estação – Simão ajuda Jesus a carregar a cruz

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Obrigaram a Simão Cirineu a ajudá-lo a levar a cruz, não movidos por caridade, mas temendo que Jesus no caminho morresse, pois queriam crucificá-lo vivo, para fazê-lo padecer mais.

PAI NOSSO…

Já sem força em sangue o rosto, um auxílio que é imposto, vem prestar-lhe o Cirineu…

VI Estação – Uma mulher enxuga a face de Jesus

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Verônica, vendo coberto de escarros, poeira, suor e sangue o rosto de Jesus, rompe as fileiras de bárbara soldadesca e limpa-o com uma toalha, na qual ficou estampado o retrato do Senhor.

PAI NOSSO…

O seu rosto ensanguentado, por Verônica enxugado, contemplamos com amor…

VII Estação – Jesus cai pela segunda vez

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Jesus cristo, cada vez mais enfraquecido e debilitado, cai a segunda vez em terra por lhe faltarem as forças, e porque o grande peso da cruz lhe tinha feito uma penosa chaga no ombro.

PAI NOSSO…

Outra vez desfalecido, pelas dores abatido, cai por terra o Salvador…

VIII Estação – Jesus consola as filhas de Jerusalém

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Começam a chorar de sentimento umas piedosas mulheres de Jerusalém, por verem a Jesus em tão lastimoso estado.

PAI NOSSO…

Das matronas piedosas, de Sião filhas chorosas, é Jesus consolador…

IX Estação – Jesus cai pela terceira vez

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: O pobre Jesus, quase morto e não podendo manter-se em pé, cai terceira vez com a cruz em terra, chegando a ferir nas pedras seu santíssimo rosto.

PAI NOSSO…

Cai terceira vez prostrado, pelo peso redobrado, dos pecados e da Cruz…

X Estação – Jesus é despojado de suas vestes

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Arrancaram de Jesus, à vista de grande multidão de espectadores, as vestes, pregadas pelo sangue e tantas chagas que lhe cobriam o sagrado corpo, e deram-lhe a beber vinagre e fel.

PAI NOSSO…

Dos vestidos despojado, todo chagado e pisado, eu vos vejo, meu Jesus…

XI Estação – Jesus é pregado na cruz

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Obedecendo o Senhor aos algozes, estendeu-se sobre a cruz, e eles, com fortes pancadas de martelo, cravaram os pregos em suas mãos e pés, rasgando suas carnes e veias, derramando seu sangue em rios e esgotando-lhe todas as forças.

PAI NOSSO…

Sois por mim na Cruz pregado, insultado, blasfemado, com cegueira e com furor…

XII Estação – Jesus morre na cruz

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: O redentor do mundo, depois de três horas de tormentosa agonia, entre insultos e blasfêmias dos espectadores, exala o último suspiro.

(Momento de silêncio)

PAI NOSSO…

Meu Jesus, por mim morrestes, por meus crimes padecestes.  Oh! que grande é a minha dor…

XIII Estação – Jesus é descido da cruz e entregue à sua Mãe

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Maria Santíssima recebe em seus braços o corpo de seu divino filho; contempla seu rosto pálido,  ensanguentado e desfigurado; vê-lhe os olhos extintos, a boca fechada, o peito, as mãos e os pés transpassados.

PAI NOSSO…

Do madeiro vos tiraram, e à Mãe vos entregaram, com que dor e compaixão…

XIV Estação – Jesus é colocado no sepulcro

V. Nós vos adoramos, Ó Jesus, e vos bendizemos.
R. Porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Leitor: Como o sepulcro estivesse próximo e ia começar o sábado dos Judeus , foi ali que puseram Jesus. O corpo do Redentor, depois de ser ungido, foi depositado no sepulcro por fiéis que acompanharam o piedoso enterro do Senhor.

PAI NOSSO…

No sepulcro vos deixaram, sepultado vos choraram, magoado o coração…

Oração final:

Jesus,  que por nós morrestes na Cruz, concedei-nos a graça de uma verdadeira conversão por Sua morte e ressurreição. Senhora Aparecida, Mãe de Deus e nossa Mãe, padroeira nossa, intercedei por nós, por nossa Arquidiocese, por nossas famílias e por nossas intenções, velando por nós agora e na hora da nossa morte, alcançando-nos a morte dos justos. Amém.

(Fonte: Folheto Arquidiocese de Brasília)

 

As Oficinas de Oração e Vida convidam a Comunidade para participar do Cursinho Bíblico

 

“Basta uma só Palavra Tua, Senhor, e serei salvo”

Nossas palavras, por melhores que sejam,  não bastam. Nossas decisões e nossos gestos, ainda que cheios de boa  vontade, não são suficientes para abrir um caminho no deserto e fazer a terra seca  florescer.

Busque a Palavra de Deus.
O Senhor quer mostrar um caminho a ser percorrido diante de você! Um caminho que, ainda que atravesse o vale tenebroso, certamente, vai levá-lo(a) a contemplar a fidelidade  e o poder de Deus. O Senhor sabe para onde quer conduzi-lo(a) e tem poder para fazê-lo.
Alimente-se da Palavra de Deus, dia a dia, e ela se tornará uma lâmpada a iluminar seus caminhos.  À luz da Palavra, seus passos serão seguros, vigorosos e você não precisará mais recuar diante  do desconhecido. Nada será obstáculo diante das promessas de Deus que alimentam seu coração com a Fé.

As Oficinas de Oração e Vida convidam você a participar do Cursinho Bíblico, onde  irá aprender a Leitura Orante da Bíblia e estudar a “Palavra”, em busca da revelação de Deus para algo que precise ser renovado em sua vida. Por isso basta abrir o coração e ouvi-lo.

As Oficinas de Oração e Vida atendem a recomendação de Jesus: “Quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora a teu Pai em segredo. (Mt 6,6).

As Oficinas de Oração e Vida oferecem:

– Oficinas: Início 10 de março, às 9h;

– Cursinho bíblico: Início 11 de março às 19h.

Relação de Paróquias, datas e horários das Oficinas de Oração e Vida:

 Que o Senhor nos fortaleça e o Espírito Santo nos mova para trabalhar para o Seu Reino, em qualquer lugar e em qualquer pastoral, serviço ou movimento.

 

Inscreva-se! Participe!