Posts

Primeira Eucaristia e Crisma – 14 de dezembro de 2019

Dia de grandes festas foi esse 14 de dezembro de 2019.

28 crianças e jovens de nossa paróquia, na missa das 10 horas, receberam Jesus Eucarístico pela primeira vez e 33 jovens e adultos de nossa paróquia e da Paróquia Mãe da Divina Misericórdia, receberam o Espírito Santo na celebração da Crisma, na missa das 18 horas.

Na celebração da Primeira Eucaristia, Pe. Denzil, em uma homilia bastante inspirada, fez um paralelo entre os presentes que recebeu da comunidade, por ocasião de sua partida e O PRESENTE que JESUS deixou aos seus amigos na última ceia. “Jesus faz a sua despedida e deixa um memorial, uma lembrança para os seus amigos”.

Perguntou: E qual foi este presente? A pequena catequizanda Raquel Kavamoto (11 anos) sabiamente respondeu: Seu Corpo e Sangue. (A Eucaristia).

E o Padre confirmou dizendo que, em sua despedida, antes de morrer na cruz, na última ceia, Jesus deixou seu corpo e sangue como um presente, um memorial, para toda a humanidade.

O altar é o próprio calvário presente em todas as igrejas, o sacerdote é o próprio Cristo e o pão e vinho são a própria Eucaristia, Corpo e Sangue de Jesus, distribuídos naquela última ceia e atualizados todas as vezes em que participamos da missa.

A Santa Missa tem duas dimensões: sacramento, que atualiza a ceia pascal, e sacrifício, que atualiza a redenção de Cristo na Cruz.

Eucaristia significa Ação de Graças e tem um valor incomensurável: a nossa redenção e salvação.

Dom Marcony presidiu a celebração da Crisma, às 18h, concelebrada pelo nosso Pároco, Pe. Vagner Apolinário, SVD e Pe. Denzil Crasta, SVD, acompanhados pelo Diácono Frederico Otto.

A palavra Crisma vem de CHRISMA ou KHRISMA e pertence, juntamente com o batismo e a Eucaristia, aos três sacramentos da iniciação cristã da Igreja Católica.

Dom Marcony Invocou o Espírito Santo para que os crismandos, uma vez ungidos com o óleo de Oliveira consagrado “o Crisma”, possam atuar na igreja como verdadeiros discípulos.

Disse-nos Dom Marcony em sua homilia: Neste terceiro domingo do Advento, tempo de Alegre expectativa, celebramos o chamado domingo da Alegria que nos convida a penetrar no mistério do Natal de Jesus.

O Profeta Isaías nos diz para nos alegrarmos porque Deus nos dará uma boa nova. Deus nos dará a salvação, vai nos dar seu filho Jesus e essa alegria da conversão, essa alegria do segmento de Jesus, será completada no quarto domingo do Advento com a figura de Nossa Senhora, aquela que esteve mais próxima do ministério de Jesus.

Dom Marcony disse aos crismandos: vocês, de modo direto, recebem hoje o sacramento da confirmação, sacramento da Crisma.

Crismado é aquele que é ungido e Cristo é o ungido do Pai, portanto é Ele que nos dá o seu Espírito é Ele que nos Crisma. Vocês foram preparados com muito zelo e com muita atenção no sentido da doutrina, mas a doutrina da igreja, a catequese, tudo o que vocês aprenderam, não pode ficar só na mente. Tem que ser colocado em prática, tem que ir para o dia a dia. O crismado é chamado a ser soldado de Cristo. A Crisma é o sacramento da maturidade onde vocês se comprometem com Deus.

Ser crismado é tornar-se responsável numa conduta de fé, de vida, de intimidade com Jesus. É deixar-se guiar pelo Espírito de Jesus.

Que vocês sejam crismados e cheios do Espírito Santo para testemunharem Jesus nas obras no dia a dia, no namoro santo numa faculdade bem cursada, no ajudar em casa e na igreja.

Vocês hoje se comprometem não só pelo espírito de Jesus, mas viver como tal, próximos de Jesus. A partir de hoje vocês se comprometem com Deus a nunca mais faltar a missa, a nunca mais deixar Jesus esperando e, a todo domingo, estarem aqui para escutar a Sua palavra e participar da mesa sagrada, se alimentando do próprio Deus, que se fez carne e habitou entre nós.

Exortou os padrinhos e madrinhas a serem dignos de seus afilhados, recordando-lhes a responsabilidade assumida de estar próximos e serem exemplos, incentivando e corrigindo-os quando necessário, mas sem se esquecerem de, de vez em quando, dar-lhes um presentinho. Disse: “padrinhos e madrinhas um presentinho de vez em quando é bom tá! …. Nada de serem ‘pães duros’!”

Agradeceu aos pais e familiares por confiar na igreja, por entregar o que têm de mais precioso para a Paróquia do Verbo Divino, para o Pe Denzil e agora, para o Padre Vagner e para os catequistas, pois hoje a igreja lhes devolve filhos cheios do Espírito Santo de Deus.

Palavras aos catequistas: Nunca desanimem na caminhada meus muito amados catequistas! braços direitos do padre. obrigado pelo carinho e pelo trabalho de vocês. Tenho certeza de que vocês têm um espaço muito especial no coração de cada jovem aqui presente. O catequista é aquele que coloca Deus no coração das pessoas… Queridos e amados catequistas que Deus os abençoe e que vocês continuem a ser firmes na fé, ajudando tantos a encontrar Jesus e a caminhar com Ele.

Palavras à comunidade: comunidade amada, neste terceiro domingo do Advento, estamos na Paróquia do verbo Divino e o Verbo Divino se fez carne e habitou entre nós e vai nascer entre nós! Desde já quero desejar a todos um feliz e abençoado do Natal! Que Jesus esteja presente de verdade na vida de vocês e que vocês possam transmitir por palavras e atitudes esse Verbo de Deus que na Sua humildade, se dignou vir até nós, morar entre nós, e por amor, dar a vida por todos nós!

Quem é ungido com o Crisma deve difundir o bom perfume de Cristo (cf. II Cor 2,15).

Confira AQUI as fotos da 1ª EUCARISTIA

Confira AQUI as fotos da CRISMA

Primeira Eucaristia e Crisma – 8 de dezembro de 2018

8 de dezembro, a catequese está em festa! Não poderíamos ser brindados com uma data melhor! No dia em que comemoramos a Imaculada Conceição de Nossa Senhora, a Rainha de todos os Santos, a primeira e maior catequista, 22 crianças de nossa comunidade receberam a Primeira Eucaristia, na missa das 10 horas, celebrada pelo nosso Pároco, Pe. Denzil Crasta, SVD

Após um necessário tempo de preparação e de terem feito sua primeira confissão, as crianças puderam enfim, ter seu primeiro encontro com Jesus Eucarístico.

Pe. Denzil exortou aos neo-comungantes a sempre buscarem Jesus: na Eucaristia, na Palavra, no Sacerdote e na comunidade reunida (missa – “Porque onde dois ou três estão reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” (Mt 18,20))

“Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeiramente uma comida e o meu sangue, verdadeiramente uma bebida. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele.” (Jo 6, 54-56)

Na missa das 18 horas, celebrada por Dom Valdir Mamede e concelebrada pelo nosso Pároco, Pe. Denzil Crasta, SVD, foi a vez de 31 jovens e adultos receberem o sacramento da Crisma.

Por intermédio desse Sacramento, o fiel decide-se livremente assumindo sua vida como filho de Deus.

Dom Valdir é o bispo referencial para o Vicariato Norte. Em sua homilia, afirmou aos crismandos que devemos dar frutos onde fomos plantados.

Seguindo o Rito da Crisma, Os catequistas acenderam as velas dos crismandos para que pudessem fazer a renovação das promessas do batismo.

A imposição das mãos do bispo no sacramento da Confirmação é um gesto feito desde o início da Igreja e tem como objetivo comunicar o Espírito Santo e levar o batismo à sua consumação (cf. Catecismo da Igreja Católica) e a unção com o óleo do Crisma plenifica em nós a ação do Santo Espírito.

Neste tempo especial do Advento, em que nos preparamos para a chegada do Menino Deus, um singelo presépio está sendo montado aos poucos, conforme a tradição da igreja. Dentro da pequena gruta duas pequenas imagens já compõe o cenário dessa abençoada espera: o bondoso São José e Nossa Senhora grávida, renovando assim, a nossa esperança na vinda definitiva de Jesus, nosso Salvador!

“Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. Apareceu-lhes então uma espécie de línguas de fogo, que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Ficaram todos cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.”  (At 2,1-4)

Confira aqui as fotos desses dois momentos especiais na vida de nossa comunidade

*Fotos da Primeira Eucaristia e Crisma cedidas pelo fotógrafo Josemar