Almoço Goiano e Mineiro – 16 de setembro de 2018

E é nesse domingo, hein!

Estamos esperando vocês com uma farta mesa mineira e goiana. Teremos tutu, arroz branco e com pequi, galinha com açafrão, carne suína de panela, quiabo, abobrinha, polenta, mandioca, macarronada, salada verde e de legumes. Sobremesa: “ambrosia” e “romeu e julieta” (queijo com goiabada). Não percam

Festival Bíblico e “Bora ser Criança” – Catequese e Pastoral da Acolhida

Setembro “Mês da Bíblia”.  A Catequese da Paróquia do Verbo Divino tem o prazer de convidar toda a comunidade para o XVII FESTIVAL BÍBLICO preparado com muito carinho pelos nossos queridos catequistas e catequizandos.

Outubro “Mês das Missões”,  “Mês das Crianças” e “Mês da nossa Mãezinha Aparecida”. Nesse mês prá lá de especial, as crianças de nossa comunidade, juntamente com suas famílias, estão convidadas a participar do 2º “BORA SER CRIANÇA”

Atenção: Inscrições abertas e limitadas. Informações: 3349-5101

 

Participem e tragam seus familiares e amigos!

“Disse-lhes Jesus: Deixai vir a mim estas criancinhas e não as impeçais, porque o Reino dos céus

é para aqueles que se lhes assemelham.  (Mt 19,14)

 

 

1º Encontro Verbita – 8 de setembro de 2018

Excelente e enriquecedor são palavras que bem descrevem o 1º Encontro Verbita, que aconteceu hoje, 8 de setembro de 2018, dia em que celebramos o 143º aniversário da Congregação do Verbo Divino.

O encontro foi planejado pelo grupo responsável pela elaboração das atividades do Ano Nacional do Laicato, em suas primeiras reuniões, ainda em 2017 e realizado pela equipe de coordenação do evento, no qual participaram as 3 Paróquias Verbitas existentes no Distrito Federal: Paróquia São João Batista, Paróquia Nossa Senhora da Conceição (mais conhecida como Paróquia da Imaculada) e Paróquia do Verbo Divino.

Foram proferidas 4 palestras sobre as 4 dimensões verbitas: Animação Bíblica – Pe. Denzil, Animação Missionária – Pe. Benvindo, Comunicação e Justiça e Paz e Integridade da Criação – JUPIC, ambas ministradas pelo Ir. Walter.

Pe. Denzil iniciou dizendo que a Congregação está presente em 80 países e conta com 6.005 membros, entre Padres e irmãos e ainda, com 184 leigos associados.

Sua Missão é Ad Gentes, ou seja, a atividade missionária deve acontecer entre os povos ou grupos que ainda não creem em Cristo, onde o Evangelho foi anunciado de forma insuficiente e onde a Igreja ainda não está radicada.

A palavra de Deus é inspirada e encarnada. Deve ser lida, meditada, rezada, contemplada, conservada em nossa vida e ser sempre precedida de oração inicial, invocando o Espírito Santo, que nos faz conhecer e querer fazer a vontade de Deus.

Podendo sua leitura ser feita de forma continuada, assídua, orante, dialogada ou litúrgica.

Pe. Benvindo, por sua vez, nos disse que pela dimensão missionária, proclama-se o VERBO.

Todos somos convidados a participar da missão. A congregação abriu espaço para a atuação dos leigos e leigas, visando a continuação do trabalho missionário do anúncio da Palavra de Deus. Para sua realização, os padres responsáveis pelos centros missionários visitam e animam as paróquias dando formações. Realizam os domingos missionários verbitas, geralmente em outubro, em que as doações são enviadas para ajudar outras províncias mais carentes. Também acolhem e cuidam dos confrades que vem de fora do país, envolvem os seminaristas nas atividades missionárias, solicitam aos padres que acolham os missionários, entre outros.

Essa dimensão atende o carisma da congregação. A pastoral vocacional, busca formar leigas e leigos engajados nas comunidades, além de motivar e capacitar outros jovens que poderão ser os futuros padres missionários.

Irmão Walter asseverou que as Dimensões são as maneiras como os verbitas realizam sua missão e o modo como vivem sua vida religiosa missionária.

Cada dimensão responde a perguntas fundamentais de nosso tempo:

 – BÍBLIA. Quem é Deus?

 – JUPIC. Quem é meu próximo?

 – MISSÃO. O que sonhamos?

 – COMUNICAÇÃO. O que transmitimos?

No tópico sobre a comunicação disse que, em sua expressão mais profunda, consiste em abrir-se aos outros em amor. Deve ser uma atitude primordial do verbita e é absolutamente necessária na missão. Quando nos comunicamos estamos tentando estabelecer uma comunidade com alguém.

Quanto à JUPIC, afirmou que tem como objetivo a transformação das estruturas, das políticas e das práticas que dominam e destroem a integridade da criação, buscando verdadeira qualidade de vida para todas as pessoas. Procura preservar o meio ambiente e transformar a situação das pessoas, das comunidades, mediante a análise, a defesa e as atividades planejadas, para que todos possam viver como pessoas criadas à imagem de Deus.

Por intermédio dessa dimensão, trabalha-se em conjunto com os leigos e as paróquias, promovendo ações sociais, desenvolvendo mecanismo para diminuir as desigualdades e injustiças sociais.

Propõe-se resgatar valores familiares, histórias da cultura, direitos de justiça e fortalecer as comunidades.

Entre as palestras, alguns membros dos Ministérios de Música das paróquias presentes tocaram e cantaram animando o ambiente e, ainda, foram apresentadas 2 lindas peças pelos jovens do SEGUE-ME da Paróquia São João Batista e da Pastoral das Artes de nossa Paróquia do Verbo Divino.

Assim foi o nosso 1º Encontro Verbita. Esperamos nova edição do evento no próximo ano!

Confira aqui as fotos do evento

“Que viva Deus Uno e Trino em nossos corações e nos corações de todas as pessoas”

 Santo Arnaldo Janssen

Vem aí o “Encontro Verbita” – dia 8 de setembro de 2018

A Congregação do Verbo Divino está em festa! No dia 8 de setembro celebraremos sua fundação e realizaremos o “Encontro Verbita” em nossa comunidade. Esse especial evento contará com a participação das 3 Paróquias Verbitas existentes no Distrito Federal: Paróquia São João Batista, Paróquia Nossa Senhora da Conceição (mais conhecida como Paróquia da Imaculada), ambas situadas no Gama, e Paróquia do Verbo Divino, na Asa Norte.

 Confira a programação:

Inscrições na secretaria da Paróquia ou com os coordenadores das pastorais.

“Que viva Deus Uno e Trino em nossos corações e nos corações de todas as pessoas”

 Santo Arnaldo Janssen

 

Agosto – Mês vocacional – Apresentação da Pastoral das Artes

O mês de agosto chegou ao fim e, em seu decorrer, muitas coisas aconteceram em nossa Paróquia. Neste mês dedicado às vocações, a cada domingo uma vocação foi celebrada. Foram muitas atividades: No dia 5, O Dia do Sacerdote, no domingo seguinte, durante a Semana Nacional da Família, tivemos diversos eventos iniciando com o churrasco dos pais, no dia 11 e finalizando com o casamento comunitário, no dia 18. No dia 19, em que se comemorou a vocação à vida consagrada, tivemos o Jubileu dos 50 anos das Irmãs Vanilda, Eugênia e Patrícia, e por fim, no último domingo, dia 26, foi a vez da vocação dos leigos e leigas, em que se celebrou o dia do catequista.

Os eventos não pararam por aí. A cada final de semana, na missa das 19h dos domingos, a Pastoral das Artes, trouxe mais uma inovação junto a esse mês vocacional, apresentando para a comunidade uma pequena peça sobre a família, cujo drama se desenvolvia durante a homilia. As encenações não eram longas, tinham em média 7 minutos. Vamos conhecer um pouco da história:
A família era composta por Ivonete (mãe), Fernando (pai), José (filho), Amanda (filha), Manuela (filha), Laura (filha) e Lucas (filho).
No primeiro final de semana do mês de agosto, tivemos a primeira apresentação em que foram homenageados os sacerdotes, onde o filho (José), diz à família que gostaria de ir para o seminário, para começar a sua missão. O enredo gira em torna dessa notícia.
No segundo final de semana, em que foi celebrada a vocação matrimonial durante a Semana Nacional da Família, foi-nos apresentado um pouco do carinho dos pais com seus filhos. A peça foi mais conduzida por Ivonete e Fernando, que discutiram um pouco sobre o crescimento de seus filhos, e o quanto a casa estava se esvaziando com o passar do tempo.
No terceiro final de semana, não houve apresentação, mas na quarta semana, eles voltaram com tudo, trazendo para nós a surpresa de Laura, dizendo que havia se tornado freira há algum tempo. Além disso, tivemos o destaque dos pais nos mostrando a importância de participarmos de alguma pastoral e sermos leigos firmes e engajados na igreja. Há espaço e opções para todos!

Texto adaptado – Pastoral das Artes

Ano Nacional do Laicato -Visita à Paróquia Nossa Senhora da Conceição, no Gama – 26 de agosto de 2018

Ano Nacional do Laicato

Período: 26/11/2017 a 25/11/2018

Objetivo: Celebrar a presença e a organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil e estimular sua atuação na Igreja e na sociedade como testemunhas de Jesus Cristo e Seu Reino.

Tema: “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino”

Lema: “Sal da Terra e Luz do Mundo”, Mt 5,13-14.

Dando continuidade à programação deste tempo especial para os leigos e leigas, os paroquianos José Fernandes, Carminha, Emanoel e Lany, acompanhados pelos representantes da Paróquia São João Batista: Juliana, José Roberto, Maria Clara, Marcelo e Clarisse, visitaram hoje, pela manhã, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, mais conhecida como a “Paróquia da Imaculada”, situada no Gama, com a missão de convidar alguns membros da comunidade para participarem do intercâmbio entre as Paróquias Verbitas do Distrito Federal, que acontecerá no dia 8 de setembro, nas dependências de nossa Paróquia do Verbo Divino.

O grupo foi recepcionado pelo Pároco Pe. Leszek Kulas, SVD. Logo na chegada para a missa das 9h, José Fernandes e Lany foram convidados para tomar parte na liturgia.

Em sua homilia, Pe. Leszek iniciou dizendo que os sacramentos são canais pelos quais Deus nos santifica. Abordando mais especificamente o sacramento da penitência, perguntou aos fiéis: Você conhece o seu pecado de vício? Pecado de vício é aquele que sempre é confessado e continuamos a cometê-lo. Todo mundo tem o pecado de vício. É o nosso ponto fraco, é a porta aberta para os outros pecados. Perguntou ainda: Porque você se confessa? E exortou: Devemos nos confessar para buscar a santidade.

Ao final da missa, o grupo fez o convite a toda a comunidade para participar desse momento ímpar que será realizado no Centro Pastoral da Paróquia do Verbo Divino – SGAN 608 – L2 Norte.

Agora é com você! Marque em sua agenda: 8 de setembro, dia de participar do Intercâmbio entre as Paróquias Verbitas do Distrito Federal.

Aguarde a programação.

Confira aqui as fotos do evento

Ano Nacional do Laicato – Visita à Paróquia São João Batista, no Gama – 19 de agosto de 2018

 

O Ano Nacional do Laicato está a pleno vapor!

O período de realização deste tempo especial para os leigos e leigas teve início em 26/11/2017 e se encerrará em 25/11/2018.

Seu objetivo é celebrar a presença e a organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil e estimular sua atuação na Igreja e na sociedade como testemunhas de Jesus Cristo e Seu Reino.

Tem como tema: “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino”

E como lema: “Sal da Terra e Luz do Mundo”, Mt 5,13-14.

A Igreja está buscando aprofundar a identidade, a vocação, a espiritualidade e a missão dos fiéis leigos.

Dentro desse contexto, nossa Paróquia desenvolveu, ao longo desse período, várias atividades elaboradas pelo grupo designado pelo Pe. Denzil para coordenar essas ações, em conjunto com o Grupo de Formação.

 Tríduo em preparação para o Ano Nacional do Laicato, Abertura desse tempo especial, Semana das Pastorais Sociais, quando essas pastorais tiveram a oportunidade de apresentar suas atividades, além de palestras ministradas pelo Pe. Vicente, por Dom Terra, e pelo Pe. Denzil, culminando com uma Assembleia sobre as atividades sociais, dentre outras ações.

Dando andamento a essas atividades, ontem, 19 de agosto, os paroquianos Clauber, Cristina, Suzana, Emanoel, Lany, Dulcimar, Diolinda, Daniel e Karolline visitaram a Paróquia São João Batista, no Gama, com a missão de convidar alguns membros da comunidade para participarem de um intercâmbio entre as Paróquias Verbitas do Distrito Federal.

Esse intercâmbio tem a finalidade de estreitar laços, dividir e aprofundar experiências sob a égide das quatro dimensões características do serviço e missão da Congregação do Verbo Divino:

  • Animação Bíblica;
  • Animação Missionária;
  • Justiça e Paz e Integridade da Criação (JUPIC); e
  • Comunicação

Essas dimensões caracterizam e identificam o Missionário do Verbo Divino no mundo.

Os representantes de nossa paróquia foram acolhidos pelo Pe. Freddy Fingila, SVD, após a linda solenidade da Assunção de Nossa Senhora e encerramento da Semana Nacional da Família, além da investidura de 10 novos coroinhas. A igreja estava em festa!

A mesma missão será realizada na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, mais conhecida como a “Paróquia da Imaculada”, também situada no Gama.

Participe e divulgue! O intercâmbio entre essas três paróquias verbitas acontecerá no mês de setembro. Aguarde!

Confira aqui as fotos da Visita

♫♪♬… Somos missionários do Verbo Divino, colaboradores na evangelização…♫♪♬

 

A Promessa de Jesus se concretiza

Este domingo foi de celebração da Assunção de Nossa Senhora ao céu e do dia dos consagrados. Três irmãs de diferentes congregações comemoraram seu jubileu: 50 anos de ‘sim’ ao chamado de Jesus. Assunção de Nossa Senhora

O pároco do Verbo Divino, padre Denzil Crasta, pediu que as irmãs continuem cada vez mais transmitindo a alegria e a esperança de pertencer a Cristo. “Jesus é a esperança que se fez carne e habitou entre nós. Maria acreditou nessa esperança e, por isso, tornou-se discípula de Jesus. Ela é feliz, abençoada e foi elevada ao céu de corpo e alma”, disse ele.

Em sua homilia, o padre explicou ainda o que o Papa Francisco disse sobre o desespero. “O desespero é o câncer do nosso meio social e o remédio é nossa Mãe que intercede por nós todos os dias. Por isso, celebramos nossa esperança em Cristo junto com Maria, acreditando que seremos, um dia, elevados ao céu”, esclareceu. O padre pediu ainda que as famílias não deixem de apoiar as vocações religiosas que surgirem.

Durante a renovação dos votos, as irmãs reforçaram sua adesão à uma vida de castidade, pobreza e obediência e ressaltaram os carismas de suas congregações. A irmã Eugênia Emanuel da Encarnação pertence à Congregação das Religiosas da Assunção e conta que sentiu o chamado de Deus ainda muito nova. “Eu tinha 9 anos, morava no interior do Ceará e procurei um frei Assunção de Nossa Senhorafranciscano. Eu não sabia que a roupa que ele usava era de homem e disse que queria ser uma religiosa igual a ele, pensando que fosse uma mulher”, contou ela dando risada. “Aos 10 anos já me misturei na catequese junto com os pescadores ribeirinhos e aos 15 entrei definitivamente no convento”, concluiu.

E como é a vida de uma consagrada? O que ela deixa para trás? A irmã paulina Patrícia Silva é quem explica: “Eu deixei minha família e minha profissão de professora. A gente deixa de seguir a vontade própria e passa a seguir a obediência. Sempre digo que ‘vivo na fé do Filho de Deus que me amou e se entregou por mim’ (Gl 2, 20)”. Mas também existem conquistas. ” Jesus prometeu que ganharíamos cem vezes mais e eu recebi: uma família enorme que é minha comunidade, uma nova profissão como jornalista, já escrevi vários livros para crianças e compus músicas para ajudar na catequese. Hoje sou assessora da Conferência dos Religiosos do Brasil. A promessa de Jesus se concretiza”, complementou.

E a irmã Vanilda Rodrigues Pereira, da Congregação das Concepcionistas Missionárias do Ensino, incentiva quem já sente um chamado diferente no coração. “Vale a pena entregar o que a gente tem de mais precioso, nossa vida, a Deus e a toda humanidade que hoje é tão carente de valores e do Evangelho. É doar-se para resgatar outras vidas e reencaminhá-las a Deus”, encorajou ela.

Viva os consagrados! E viva Nossa Senhora assunta ao céu!

VEJA MAIS FOTOS CLICANDO AQUI.

 

Encerramento da Semana Nacional da Família – Casamento Comunitário – 18 de agosto de 2018

A Pastoral Familiar, unida e apoiada pelo Pe. Denzil e por outras pastorais, movimentos e ministérios, realizou, no período de 12 a 18 de agosto, em nossa paróquia, a Semana Nacional da Família.

Foi uma semana muito rica que teve início com o churrasco dos pais, no domingo, 12 de agosto e em seu decorrer, atividades como palestras, orações, testemunhos, pregações e adorações. Para encerrar com chave de ouro, um lindo casamento comunitário.

A celebração do matrimônio na igreja exalta a beleza da vida a dois que os casais deverão construir sobre a sólida base desse sacramento que não termina ali, com a alegria da festa, mas continua no dia a dia e deve ser fortalecida sobre os quatro pilares: oração, leitura da palavra, participação na eucaristia e a intercessão de Nossa Senhora.

“mas, no princípio da criação, Deus os fez homem e mulher. Por isso, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher; e os dois não serão senão uma só carne. Assim, já não são dois, mas uma só carne. Não separe, pois, o homem o que Deus uniu.” (Mc 10, 6-9)

Aos casais Gilson e Evelyn, José Roberto e Jane e Bruno e Caroline, os nossos votos de vida longa e feliz com as bênçãos de Deus e o amor de Maria!!

Confira aqui as fotos do evento

Agosto – Mês vocacional – Jubileu dos 50 anos de vida consagrada das Irmãs Vanilda, Eugênia e Patrícia

Estamos no mês vocacional e desde o começo de agosto a Pastoral das Vocações tem trabalhando junto com a pastoral das artes para animar a comunidade a rezar pelo despertar das vocações.

Este ano, para celebrar o “Mês Vocacional’ a Igreja no Brasil está trabalhando a temática: “Seguir Jesus à luz da fé” e o lema “Eu sei em quem depositei a minha fé” (2Tm 2,12). htp://www.cnbb.org.br

A cada domingo do mês de agosto a igreja celebra uma vocação. No primeiro, celebra-se o sacerdócio e os ministérios ordenados; no segundo, durante a Semana Nacional da Família, celebra-se o matrimônio; no terceiro, a vida consagrada, e no quarto, a vocação dos Leigos e Leigas.

Especialmente nesta semana em que se celebra a vida consagrada, estamos comemorando o Jubileu dos 50 anos de votos perpétuos das irmãs Vanilda Rodrigues Pereira, da Congregação Concepcionista Missionária do Ensino, da irmã Eugênia Emanuel da Encarnação, da Congregação Religiosa da Assunção e da irmã Patrícia Pereira, da Irmãs Paulinas. Uma verdadeira bênção!! No domingo, 19 de agosto, na missa das 10h, elas renovarão seus votos em nossa Paróquia.

Os testemunhos de vida das irmãs  “podem ajudar a comunidade a entender que as vocações são para todos! Que é necessário apenas estar aberto à vontade de Deus! Ser somente instrumento, se permitir ser amado por Ele, dizer SIM e deixar que ele faça todo o resto”, nos disse a jovem Julliene da Pastoral Vocacional.

“E todo aquele que por minha causa deixar irmãos, irmãs, pai, mãe, mulher, filhos, terras

ou casa receberá o cêntuplo e possuirá a vida eterna.” (Mt 19, 29)