Adoração

Crianças e jovens da catequese descobrem o que é Adorar!

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Adoração“Eu senti meu coração bater mais forte”, contou Jéssica Tinoco Mello, de 8 anos. Ela é uma dos 21 catequisandos que participaram de uma manhã diferente neste domingo: foi dia de aprender o que é e como se faz Adoração. A iniciativa é uma parceria entre a Catequese e o Movimento de Adoração e Intercessão da Paróquia do Verbo Divino.

Adoração

Quem deu mais detalhes foi a adoradora, Madalena Bispo Gonçalves, depois de ler a passagem em que Jesus caminha sobre as águas (Mt 14, 22-23). “Adorar é orar. Nós somos humanos, pecadores, imperfeitos e quando passamos por tempestades, problemas na vida, uma prova difícil, a mamãe e o papai que brigam com a gente… Nessas horas a gente tem que pensar: ‘ eu confio no Senhor, Ele é verdadeiramente o Filho de Deus”‘, disse ela.

E ainda ensinou o que muito adulto não sabe até hoje: “Um padre muito fervoroso na oração um dia me explicou que, pelo menos por 15 minutos, depois que a gente recebe a comunhão, Jesus fica dentro da gente, vivo. Por isso, não se deve tomar a comunhão e sair conversando ou mexendo no celular”.

Os meninos e meninas escreveram num barquinho de papel o que queriam entregar para Jesus. “Eu pedi boas notas e pela saúde do meu avô e da minha família”, disse Gustavo Costa, de 14 anos, que está na turma do Crisma II.

Em seguida, o grupo foi para a capela vivenciar na prática a Adoração. Eles rezaram com música, em silêncio e depositaram aos pés do sacrário, com Jesus vivo exposto, os barquinhos com os pedidos. “Só Tu és nosso porto seguro. Venha nos envolver com seu amor, na confiança, Senhor”, rezou a catequista e adoradora, Débora Perre.

Um Pai Nosso e uma Ave Maria encerraram o momento na capela. Mas o que os catequisandos acharam de tudo isso? “Muito bom, conversei um pouco com Jesus. Foi a primeira vez que participei de um momento de adoração!”, contou a crismanda Ana Luísa Carrilho, de 15 anos, que está no Crisma II. Ela é da mesma turma que o Gustavo Freire, de 14 anos: “Foi legal, eu consegui pedir a ajuda de Jesus”.

AdoraçãoTeve ainda uma dinâmica para que eles compreendessem que coisas boas como “oração”, “alegria” e “misericórdia” devem entrar e permancer nos corações. Já o que é ruim, deve sair e ir embora, como a água que jorrou da sacola quando eles espetaram e tiraram os palitinhos que significavam “ansiedade” e “medo”, por exemplo.

“Momentos como esses são muito importantes para as crianças. Elas aprendem a rezar, adorar, respeitar o sacrário e a ouvir pessoas diferentes dos catequistas”, afirmou a coordenadora da Catequese aos domingos, Neusa Borges.

E as adoradoras que comandaram a manhã ficaram muito felizes: “Eles ficaram em silêncio, ajoelharam direitinho em frente ao Santíssimo Sacramento. Então, o objetivo foi atingido!”, comemorou Débora junto com Madalena e Simone Maria Lara. Uma sementinha plantada no coração das crianças e adolescentes que já começa a dar frutos no Rodrigo Souza, de 14 anos: “Eu gostei de conversar mais com Jesus, vou fazer mais vezes”.

Você poderá ver mais fotos desse maravilhoso momento clicando AQUI.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
3 respostas
  1. Doralice Caruncho de Oliveira
    Doralice Caruncho de Oliveira says:

    Que lindo. Parabéns aos catequistas, e a todos que fizeram a organização do evento. Deus abençoe sua vida e família. Maria ilumine sempre com o manto sagrado. bjs.

    Responder
  2. Gerardo A. M. de P. Gama
    Gerardo A. M. de P. Gama says:

    Gerardo Gama
    03 de outubro de 2017
    Prova de amor maior não há! Feliz iniciativa. Deve continuar, pois a arte da repetição faz a aprendizagem. Com certeza! Deus estava presente no meio de vocês. Muito bonito e que Deus os abençoe.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *