Feijoada Beneficente – 8 de outubro de 2017

Acontecerá no dia 8 de outubro, no salão de eventos, a Feijoada Beneficente em prol das famílias assistidas pelos Vicentinos de nossa Paróquia.

Compareça, prestigie, convide amigos, parentes e vizinhos e venham colaborar com os Vicentinos de uma maneira deliciosa!

Vem aí o Festival Bíblico Mariano

Setembro é o mês da Bíblia e 2017 é o ano em que se comemoram as aparições de Nossa Senhora: 300 anos de Aparecida e 100 anos de Fátima! Temos muito o que louvar e agradecer a Deus!!!

Assim, as crianças, jovens, adultos e catequistas de nossa Paróquia estão preparando o XVI Festival Bíblico que, neste ano, traz o tema Mariano em suas apresentações. É um trabalho feito com muito amor e carinho por todos os envolvidos.

Compareçam e prestigiem! Todos estão convidados!!!

Assembleia Paroquial – 26 de agosto de 2017

“Igreja em Brasília, uma Igreja Missionária”.

“Eis-me aqui; envia-me!”.

EVANGELIZAR,

A partir de Jesus Cristo, na força do Espírito Santo, como Igreja, discípula, missionária, profética e misericordiosa, alimentada pela palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida, rumo ao reino definitivo.   (DGAE2015-2019)

A Arquidiocese de Brasília apresentou o PLANO DE PASTORAL para o período 2017-2020, elaborado em sintonia com as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (CNBB – Doc. 102). Esse Plano, resultado da VI Assembleia Arquidiocesana, compôs a pauta dos temas da Assembleia Paroquial, convocada pelo Pe. Denzil, que foi realizada em 26 de agosto, no Salão de Eventos, e contou com a participação de agentes e integrantes das Pastorais, Movimentos, Ministérios e Serviços da Paróquia. Foram apresentadas e discutidas as 5 Urgências da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil:

1a Urgência – Igreja: em estado permanente de missão

2a Urgência – Igreja: casa de iniciação à vida cristã

3a Urgência – Igreja: lugar de animação bíblica da vida e da pastoral

4a Urgência – Igreja: comunidade de comunidades

5a Urgência – Igreja: a serviço da vida plena para todos

Na sequência, Pe. Denzil apresentou um demonstrativo da situação financeira e administrativa da paróquia e abordou a necessidade de renovação do Conselhos CPP e CPAE.

Com a Celebração Eucarística, encerrou-se a Assembleia Paroquial, renovando em todos, o empenho na ação evangelizadora da Igreja.

Confira aqui as fotos do evento

Homenagem e despedida do Pe. Valdir – 25 de agosto de 2017

Agradecimento

 

No livro do Eclesiastes, cap 3., assim se lê: “Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus: tempo para nascer e tempo para morrer…tempo para chorar e tempo para rir,  tempo para gemer e tempo para dançar…” Infelizmente, para nós, Comunidade do Verbo Divino, é tempo de partida.

“Gratidão vai além de “muito obrigado”, ultrapassa gentilezas, e é superior a qualquer interesse….Gratidão é virtude de quem reconhece em Deus e no outro o valor que ele tem e o que ele faz sem exigir nada em troca…Quem sabe agradecer está apto a crescer” (Cecília Sfalsin)

Agradecemos ao senhor, Padre Valdir, pela sua simplicidade, autenticidade, clareza, testemunho e todo o serviço ofertado à nossa Paróquia.

Que Deus que o consagrou, escolheu, e o enviou, continue a ser a força, a coragem, e a luz no seu caminhar, a fim de que permaneça com Jesus, Sacerdote para Sempre.

Que Deus o ilumine sempre na missão de pregar o Evangelho! Nossa eterna gratidão por seu trabalho e dedicação.

Com essas belas palavras, a Comunidade da Paróquia do Verbo Divino expressou seu bem querer e se despediu de seu vigário, Pe. Valdir, que seguirá sua missão em Juiz de Fora – MG.

Confira aqui as fotos do evento

Dom Marcony na semana das famílias

“Para o mundo, a família é uma instituição falida: casa-se sem querer ter filhos e sem consciência da indissolubilidade do matrimônio. O mundo vê a família com egoísmo. Cada um a quer a seu modo, gerando dor, divisão e tristeza”. Com esse choque de realidade Dom Marcony marcou cada ponto de fragilidade nas famílias de hoje e ensinou como é possível mudar isso.

O bispo explicou que Deus pensou a família como unidade de amor. Ela é uma entrega pelo outro, sem sentimentalismos vagos e carências de atenção. E o amor, segundo ele, começa na fonte, que é Deus. O amor de Deus é dar e não sugar, é dar o primeiro passo e não apenas cobrar. A vocação da família é o amor e ele deve ser vivido na doação da vida pelo outro, no sacrifício que faço por ele: “Família deve ser imagem de Deus. É Ele quem abençoa e torna fecunda a família”.Dom Marcony

Algumas ameaças rondam as famílias, como o espírito da discórdia e da infidelidade. Tentações sempre vão aparecer, mas é preciso ter paciência e saber perdoar. “O casamento se faz primeiramente com Deus. Quando não sou fiel à minha esposa ou a meu marido, não estou sendo fiel a Deus há muito tempo”, esclareceu Dom Marcony.

Também são ameaças o pensamento dos jovens de que a família é apenas uma possibilidade e não uma certeza, a falta de conhecimento sobre o ser do outro com quem se namora (perdemos ao não sermos verdadeiros, abrindo nosso coração àquele/àquela que queremos como esposo/esposa) e a incapacidade da entrega (sendo capaz de manter uma relação sexual, mas incapaz de mostrar minha alma).

Para modificar nossa realidade, o bispo explicou que é preciso assumir nossos limites e pedir a força de Deus para que nós possamos mudar. Afinal, ninguém é obrigado a aguentar ninguém! Muitas vezes podemos mudar, mas não queremos porque achamos que estaremos perdendo algo de nossas vidas. Lembremos, então, do que Jesus ensinou: “quem perde a sua vida por causa de mim vai salvá-la” (Mc 8,35). Por exemplo, ter ciúme não é amar, mas querer possuir o outro. “Quem vigia não tem confiança. É preciso confiar muito vendo e muito mais não vendo. Quando existe confiança não existe mentira”, afirmou o bispo.

As famílias perderam a noção do sagrado. Antigamente, os pais ensinavam que se devia tirar o chapéu para rezar, que não se devia discutir à mesa, que era necessário fazer silêncio na Igreja porque era a casa de Deus. A roupa de missa era a mais nova e bonita. Hoje em dia, as pessoas vão à missa ‘sem roupa’!

“Desfez-se o sagrado, a casa ficou dividida, cada um em seu canto. Homem e mulher trazem em si o egoísmo, a busca pelo prazer próprio e o fechamento ao outro. Dessa forma não se ama, mas usa-se o outro”, disse ele. E enfatizou ainda que ter liberdade não é fazer o que queremos, matrimônio não é festa, é cruz, parte da cruz de Cristo, como afirma Paulo na carta aos Efésios (5,25) “Maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela”. Portanto, “amar é dar a vida”.

Homem e mulher se complementam. Por isso, Paulo diz que o amor não passará. Ele é eterno, infinito. Não se deve usar o outro da mesma forma que se consome um bagaço de laranja e depois joga fora. O casal e a família devem crescer no amor a Deus e no amor de um para com o outro. “Uma só carne não é só no leito nupcial, mas uma só alma, um só pensamento, um só agir, sempre com o outro, numa consciência de unidade, carinho, atenção, escuta, sofrimento e dor. A experiência do amor faz os dois crescerem juntos”, disse Dom Marcony.

Casamento é perda, é cruz, é abrir mão da vida de solteiro para tornar o outro feliz. A mentalidade de hoje é a de se evitar o sofrimento, passamos a educar os filhos para uma vida de acomodação. Esquece-se de ensinar o sofrimento. Por isso tem tanta gente se suicidando ao se confrontar com o primeiro obstáculo que encontra na vida. “Crescemos e amadurecemos exatamente nos momentos de dor e sofrimento”, frisou o bispo.

Dom MarconyDom Marcony também explicou que os pais devem ensinar o respeito à sua autoridade, porque eles têm a graça, o dom de abençoar, já que receberam o sacramento do matrimônio. Ao mesmo tempo, os pais precisam ajudar os filhos nas escolhas entre o que é descartável e passageiro e o que é necessário para a vida e a vocação profissional deles.

Em suma, é preciso ouvir Deus na relação familiar, falar com Ele e ver como Deus vê, abrindo mão de tudo pela família, sendo sincero e abrindo o coração ao esposo, à esposa e aos filhos. “A família deve ter Deus por princípio, deve ser a habitação de Deus. Não troquem a família de vocês por nada nesse mundo. Não vale a pena. É ali que você é amado como é. Amém e deem a vida pela família de vocês!”, encerrou o bispo.

 

 

Quer mais fotos dessa noite tão abençoada? CLIQUE AQUI.

Palestra: A família segundo o Plano de Deus – 14.8.2017

Ao som de fortes e lindos cantos de louvor e muitos clamores, o Grupo de Oração da Paróquia do Verbo Divino deu início ao rol de palestras previstas para a SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA.

Acompanhe alguns trechos da Palestra: A família segundo o Plano de Deus

Leitura Bíblica:

21Então o Senhor Deus mandou ao homem um profundo sono; e enquanto ele dormia, tomou-lhe uma costela e fechou com carne o seu lugar. 22. E da costela que tinha tomado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher, e levou-a para junto do homem. 23. “Eis agora aqui, disse o homem, o osso de meus ossos e a carne de minha carne; ela se chamará mulher, porque foi tomada do homem.” 24. Por isso o homem deixa o seu pai e sua mãe para se unir à sua mulher; e já não são mais que uma só carne. (Gen 2,21-24)

O propósito de cada família é ser, de tal forma, obediente a Deus e amar, para que possa ser exemplo para outras famílias.

A família é a “menina dos olhos” de Deus! Todas têm problemas, mas Deus olha e zela imensamente por elas. Ele nos deu a Sagrada Família para ser o exemplo a ser seguido. Seu plano é que a família seja fortalecida.

Deus une pessoas de vivências diferentes para que cresçam na graça. É intenção de Deus que o casal cresça em santidade, compreensão, diálogo, amor e paciência, para que sejam salvação um para o outro.

As famílias não existem por acaso. Jesus nasceu dentro de uma família. A família deve buscar a santidade e seguir o exemplo de Maria, buscando a oração para que sua vida seja conforme o plano de Deus. A mulher deve ser parceira do marido e cada um tem seu lugar dentro da família. Quando a família não dá certo, é porque não se uniu com o objetivo de realmente aceitar o plano de Deus. Marido e mulher devem lutar por seus jovens e crianças. Está faltando o diálogo entre pais e filhos. É preciso ir contra o que o mundo prega.

Famílias santas, segundo a vontade de Deus, para orar, ir à igreja juntos, se perdoar, se amar verdadeiramente. O maior plano que o Senhor tem para as famílias é que sejam vitoriosas em Cristo. Assim nada abala a família. Unidas na alegria e na dificuldade. É primordial exaltar as qualidades e virtudes e tentar mudar os defeitos por meio da oração pela família. Vamos orar por nossas famílias. Combater as dificuldades com a ajuda de Deus, porque DEUS PODE!!! Ele ama as famílias do jeito que são e nós também precisamos amar e ser fieis na oração, estar atentos às ciladas, porque é justamente aí que o inimigo atenta.

Deus ama e se preocupa tanto com a família que a igreja estabeleceu a SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA! Um tempo de orações, palestras, conhecimento e missas voltadas para a família, para seu fortalecimento na fé, na santidade e no amor!

Palestrantes: Gilberto e Nádia – Paróquia Nossa Senhora Mãe da Providência – P Sul

Veja aqui as fotos do evento

Semana Nacional da Família e churrasco do dia dos pais

A abertura da Semana Nacional da Família, em nossa Paróquia do Verbo Divino, foi marcada por uma linda celebração, seguida do tradicional churrasco do dia dos pais. A comunidade acolheu o convite de nosso Pároco, Pe. Denzil, e prestigiou o evento com muita alegria.

Não faltaram elogios à deliciosa comida, ao ambiente festivo e à competência das equipes de trabalho que, com muito zelo,  não deixaram faltar nada no bufê e no atendimento aos comensais.

Elogios também à Pastoral Familiar e à Comissão de Festas, que estiveram à frente dos trabalhos desenvolvidos e prepararam tudo com antecedência e muito carinho.

Esta programação está somente começando. Confira os demais eventos e prestigie.  Muito mais está por vir.

A PARÓQUIA DO VERBO DIVINO DESEJA A TODOS,

UMA SANTA E ABENÇOADA SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA!!!

Confira aqui as fotos do evento!

Kairós x Chronos: quando Deus se manifesta!

Você saberia dizer a diferença entre Kairós e Chronos? De origem grega, Kairós significa o tempo oportuno. Teologicamente, passou a ser usado como tempo de Deus. Já o Chronos é o tempo do relógio, daí vem a palavra cronômetro.

Foi exatamente sobre essa dualidade que falou Dom Valdir Mamede em sua palestra de formação na noite desta terça-feira (1º/08), na Paróquia do Verbo Divino. Bancos cheios para ouvir um pouco dessa sabedoria.Dom Valdir Mamede

“Desde o Antigo Testamento Deus prepara o povo escolhido para o momento da vinda de Jesus Cristo. Já quando pecado entrou no mundo Deus prometeu, no protoevangelho, que a descendência da mulher esmagaria a cabeça da serpente”, esclareceu o bispo, que é responsável pelas paróquias da Asa Norte.

O pecado é a liberdade usada de forma desviada do caminho da história da salvação. Ele explicou que a história do povo de Deus é, na verdade, uma história de fidelidade de Deus. Deus é sempre fiel e sua história da salvação culmina com Jesus Cristo: “Ele é anunciado, sua vinda é preparada e, Dom Valdir Mamedequando a maturidade dos tempos é alcançada, temos a encarnação do Verbo. É o elemento divisor: o que era promessa, agora é realidade apalpada”.

Em Mc 1, 15, no sumário está escrito: “O Reino de Deus chegou, convertei-vos e crede no Evangelho”. Isso significa que chegou o tempo da mudança de vida, isto é, da conversão e o tempo de viver segundo a fé, de crer no Evangelho. A ação de Jesus, como explicou o bispo, é a manifestação de que o Reino chegou. Agora, cabe às criaturas tomarem atitudes para obter a cidadania deste Reino, como o caminho pedregoso, a estrada mais estreita que são os únicos que terminam em Jesus.

Porém, neste caminho, têm-se altos e baixos, resultados da liberdade que Deus concedeu a nós. Por isso vale a dica do diretor espiritual de D. Valdir: “Não conversem com o Diabo, ele é bom de língua”. O dedo de Deus atua para a salvação, mas a liberdade das criaturas, às vezes, anula o projeto de Deus e Deus respeita essa liberdade.
A vitória definitiva dessa história da salvação é a ressurreição de Cristo. Mas a história continua depois com a Igreja, os Atos dos Apóstolos e agora com a gente! Devemos anunciar o Evangelho. Como? Pregando que Deus é fiel e que devemos buscá-lo sempre, mesmo nas adversidades. “Hoje estamos vivendo a continuação do Kairós, um tempo de graça em que é importante manter a meta diante dos olhos. E qual é a meta? Depende, como diz o autor medieval, Hugo de São Vitor, ‘para quem não sabe aonde chegar, qualquer caminho é certo. Para quem sabe aonde quer chegar, nenhum outro caminho serve, senão aquele que conduz à meta’”, disse o bispo.Dom Valdir Mamede
E aí? Já sabe aonde ir? Uma dica: Jesus disse que ninguém iria ao Pai senão por Ele. Entendeu?

*Mais
D. Valdir Mamede deixou duas sugestões para nos aprofundarmos no estudo da história da salvação: o filme “Êxodo” e o livro “Na escola da Fé”, de Félix Moracho. Está é uma ótima oportunidade de aprender mais, né!?

 

Quer ver mais fotos desse grandioso momento? CLIQUE AQUI.

Dia de São Pedro e São Paulo é comemorado com descendimento dos mastros dos santos juninos!

Os fiéis se depararam com uma missa campal e um altar montado sobre um palco no estacionamento da paróquia. Um ótimo jeito de demonstrar a grandiosidade desta festa! Padre Denzil, lembrou que Pedro, o príncipe dos Apóstolos, foi escolhido diretamente por Jesus para ser a pedra fundadora da Igreja, aquele que a guiaria pelos caminhos do Senhor. Já Paulo foi chamado a pregar o Evangelho de Deus e espalhar sua palavra pelo mundo. Um morreu pela cruz, o outro, pela espada.Missa campal na Paróquia do Verbo Divino

E ainda teve uma curiosidade: você sabe quantos Papas a Igreja já teve? A resposta: 266, contando com o Papa Francisco!

Ao fim da missa, os três mastros dos santos juninos foram descidos do alto. Todos pediram bênçãos a cada santo. Para São Pedro, que abençoasse nossas famílias pela intercessão do Papa; para Santo Antônio, que olhasse os casais e os namorados; e para São João que abençoasse nossa comunidade do Verbo Divino.descendimento dos mastros dos santos juninos

Comunidade, aliás, que trabalhou muito para que a continuação da Festa Junina acontecesse com muita alegria, sem faltar nada a nenhum dos participantes e na mais perfeita paz. E foi muito trabalho, viu!? A começar pelo Ministério de Música que abrilhantou a missa e o comecinho da festa. O gogó do pessoal estava afinado! E durante a confraternização desta noite, cada pastoral botou sua barraquinha para funcionar sem perder a alegria e o bom humor!

Ah, a quadrilha dos Forrozeiros do Verbo Divino também fez bonito! Não só com a dança em si, mas também com uma homenagem linda à Nossa Senhora Aparecida, neste ano Mariano! Um show de participação da comunidade que, no apagar das luzes, ainda teve fôlego para recolher todas as cadeiras que ficaram espalhadas pelo estacionamento!Forrozeiros do Verbo Divino

Viva os Santos juninos! Viva São Pedro e São Paulo! E viva Nossa Senhora Aparecida!!!

QUER VER MAIS FOTOS DO GRANDE DIA???ENTÃO CLIQUE AQUI! 🙂