Missa da Ceia do Senhor – 14 de abril de 2022

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Nesta noite santa que dá início ao Tríduo Pascal da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus, noite em que se recorda o maior presente por Ele deixado à Sua igreja, ao instituir a Eucaristia, o Sacerdócio e o mandamento do amor, a comunidade reunida, participou da missa vespertina da Ceia do Senhor.

A celebração foi presidida por nosso vigário Pe. Carlos, svd e concelebrada por nosso pároco Pe. Vagner, svd, auxiliados por nosso diácono José Algaci. Em sua homilia, Pe. Vagner fez um paralelo entre a ceia realizada pelos filhos de Israel (Ex 12,1-8.11-14) e a ceia realizada por Jesus (Jo 13,1-15). No Antigo Testamento, um banquete de comunhão estabelecido por Deus em vista da liberdade esperada pelo povo e, no Novo Testamento, a Ceia da Nova Aliança deixada pelo Senhor, aliança do amor, mistério do amor de Deus. Um Deus que de tanto amor se entregou por nós. Na última ceia, Jesus quis deixar Sua própria presença no Sacramento da Eucaristia. O pão já não é mais pão, o vinho já não é mais vinho. É o mistério do pão e do vinho, mistério do corpo e sangue de Jesus. Sangue da Nova Aliança.

Explicou-nos o celebrante o sentido da palavra “comunhão”. Quando comungamos o corpo e o sangue do Senhor Jesus, entramos em comunhão com Jesus e com todos os que, no mundo inteiro, participam da mesa do Senhor.

Jesus nos deixa também o mandamento do amor fraterno: Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado. (Jo 13,34) Este amor nos leva a atitude de serviço. Jesus nos serve quando vem ao mundo, quando se faz um de nós, assumindo as nossas dores e nossa humanidade. O maior gesto de amor e de serviço de Jesus: Ele morreu na cruz por nós!

Na última ceia, Jesus tirou seu manto (sinal de dignidade) e lavou os pés de seus discípulos. Aquele que deveria ser servido foi quem serviu aos seus discípulos.

Exortou-nos o celebrante a tirar o nosso manto da arrogância e da autossuficiência e a nos colocar no lugar do outro para servir, a ter “empatia” uns com os outros, como fez Jesus conosco ao lavar nossos pés. A Eucaristia, o amor fraterno e o serviço caminham juntos. Jesus nos deixa, na mesma noite, esses sinais.

Que nós, gratos ao Senhor por Seu amor, mistério tão grande do amor de Deus por nós, nos disponhamos a servir, como Ele nos serviu e nos coloquemos no lugar do irmão e assim participaremos dignamente da mesa do Senhor, da Eucaristia.

Em seguida, com base na Campanha da Fraternidade, que tem como Tema: Fraternidade e Educação e Lema: “Fala com sabedoria, ensina com amor”, nosso pároco procedeu ao gesto do lava-pés em 12 professores que representaram os apóstolos, valorizando assim, a educação que deve ser um serviço ao mundo.

Confira AQUI AS FOTOS

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.