Missa de Investidura dos novos Coroinhas – 27 de julho de 2019

Ontem, na missa das 18h, ainda sob a proteção e intercessão de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas e viajantes, cuja festa foi celebrada no dia 25 de julho, foram investidos os novos Coroinhas de nossa Paróquia. Seis jovens, por livre decisão e vontade, assumiram o compromisso de servir ao altar, auxiliando o Sacerdote principalmente nas missas. É um serviço muito importante dentre as funções litúrgicas.

A presença do coroinha nas celebrações é bastante valiosa, pois além de auxiliar o sacerdote, colabora com toda a comunidade no entendimento da riqueza da liturgia. Seu trabalho não está restrito às missas. Ele é importante em outras celebrações litúrgicas da Igreja, como Batizados e Casamentos, além de outros momentos oracionais como procissões e novenas.

Em sua homilia, Pe. Denzil destacou a importância da oração. Seu conteúdo, quais as atitudes e postura devemos ter quando rezamos.

Na primeira leitura, (Gn 18,20-32), ouvimos a oração de Abraão, em forma de humilde diálogo com Deus, intercedendo insistentemente em favor de seu povo. Portanto, a oração é um diálogo com Deus. Também são importantes as orações como fórmulas aprendidas no terço, rosário, etc., mas o mais importante é ter intimidade com Deus.

No Evangelho, (Lc 11,1-13), Jesus estava rezando e, por Seu exemplo, seus discípulos pediram que Ele os ensinasse a rezar. Jesus ensina seus discípulos a chamarem a Deus de Pai. “ABBA”, numa relação de intimidade com Deus. E os exorta a serem perseverantes nas orações para que seus pedidos sejam atendidos.

Na oração clamamos ao “Pai nosso” e não “meu Pai” e também pedimos o “pão nosso” e não o “meu pão”. Rezemos pelo pão de cada dia para todas as pessoas. Orientou-nos a suplicar que venha o reino de Deus e que seja feita a “vontade de Deus” e não a “nossa vontade”.

Falou-nos do perdão e reconciliação. Que nosso coração deve estar sempre em comunhão com os nossos irmãos e que devemos rezar pela vitória sobre as três grandes tentações: o PODER, o desejo de TER e o PRAZER, nas coisas do mundo. Que Deus nos livre de todas as coisas que nos afastam Dele.

Na sequência, pediu que rezássemos pelos coroinhas, para que cresça neles o desejo e o ardor em servir ao altar e passou ao Rito de Investidura e bênção das vestes litúrgicas.

O casal Alexandre e Betânia, Coordenadores da Pastoral dos coroinhas, iniciou a apresentação, informando que foram admitidos a prestar serviço na liturgia como coroinhas os seguintes jovens:

> Amanda Nunes de Oliveira

> Eduarda Lopes Pires

> Isabela Guerra Passos

> João Pedro Dutra Basniaki Linhares

> Júlia Carvalho Silva e

> Pedro Luís Castro Rodrigues

Após o sim diante do Sacerdote e da comunidade, tendo sido as vestes já abençoadas,  com a ajuda de sua mãe, pai, madrinha ou padrinho, cada coroinha recebeu a veste e foi conduzido(a) ao Presbitério pelo Pe. Denzil, com a canção “Alegria da Minha Juventude” entoada pelo Ministério de Música nesse momento solene.

 

Oração do Coroinha

Ó Jesus Adolescente, que vivias com o Pai celeste em profunda e filial sintonia, aceita nossa dedicação a serviço da liturgia.

Nosso desejo é tratar com respeito, sem preconceito, as pessoas da comunidade, que contam com teu auxílio na difícil caminhada; dá-nos um coração repleto de amor aos pobres e simples deste mundo.

Alimenta-nos com a tua palavra e com os teus ensinamentos, pois queremos te ajudar, ó Jesus, a transformar a sociedade, e assim celebramos dignamente, com sinais, ritos e movimentos, a Salvação que ofereces hoje e sempre em favor da humanidade. Amém!

Confira AQUI as fotos do evento

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *