Cerco de Jericó

Fim do Cerco de Jericó e um pedido especial

Na noite de hoje (24) findou-se mais um Cerco de Jericó, o X, e já se tornou marca registrada da Paróquia do Verbo Divino. Para celebrar esse momento tão grandioso, a comunidade se reuniu para a Missa de Encerramento e encheu a igreja em plena terça-feira.

O pároco, padre Denzil Crasta, iniciou a cerimônia pedindo a todos a gratidão por esses 7 dias de muita oração e contemplação. Após isso, procedeu a benção individual, com o Santissimo, a todos os presentes.

Prosseguindo, o celebrante propôs uma reflexão a partir da 1ª leitura que apresentou a edificação do Templo de Jerusalém por aqueles que buscam a Deus, por aqueles que querem ser obedientes.

Já a partir do Evangelho, Crasta disse que, “para Jesus, todos aqueles que ouvem e poem em prática a sua palavra são seus irmãos e sua mãe. Esse mandamento se aplica a todos nós que nos esforçamos para colocar a Palavra de Deus em prática. Todos querem estar na casa de Deus, e Jesus nos quer sempre nesta casa edificando a igreja e tendo gestos concretos que levem à salvação. Como missionários, devemos propagar essas palavras de vida eterna”.

Ainda lembrou que a 1ª leitura e o Evangelho vão totalmente ao encontro do Cerco de Jericó porque foram 7 dias de adoração colocando a palavra do Senhor em prática, edificando a Igreja: “sim, temos que nos orgulhar da Palavra de hoje. Continuemos adorando para sermos autênticos cristãos que constroem a casa de Deus na terra. E que essa Eucaristia renove as nossas vidas no seguimento de Jesus Cristo”, concluiu o padre.

E finalizou a homilia lembrando os horários de adoração na paróquia, pedindo que esses momentos não terminem com a Missa de Encerramento:

  • Segundas, quartas e sextas-feiras, após a Missa das 6h30 até as 11h45, adoração silenciosa, na Capela e às quintas-feiras, após a Missa das 19h, na nave da Igreja.
  • Toda primeira sexta-feira do mês, após a Missa das 6h30 até as 18h50.

Ao final da Santa Missa, o pároco apresentou quem irá substituí-lo em sua provisória ausência, o padre Bernardo, e pediu muitas orações ao vigário, padre Francisco.

Como não podia ser diferente, a comunidade dirigiu-se à gruta de Nossa Senhora. Ao lado, todas as intenções foram queimadas e levadas ao céu. “As coisas antigas já se passaram, somos nascidos de novo. Aleluia!”

Veja as fotos

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *