2ª Missa em preparação ao mês missionário extraordinário – Quadra 410 – 6 de agosto de 2019

Ao celebrarmos hoje a festa litúrgica da transfiguração do Senhor, os moradores das Quadras 409, 209, 410 e 210 norte, tiveram a graça de “subir a montanha” para se encontrar com Jesus crucificado e glorificado.

Assim, foi celebrada a 2ª missa em comemoração ao Jubileu da nossa Arquidiocese e em preparação ao mês missionário extraordinário. Os Sinais Missionários Peregrinos foram conduzidos pelos moradores das respectivas Quadras.

Pe. Denzil iniciou sua homilia dizendo que esta festa nos convida a meditar Jesus crucificado e glorificado. Nos brindou com a explicação da Profecia de Daniel (Primeira Leitura – Dn 7,9-10.13-14), na qual o Profeta tem uma visão noturna com a imagem do céu e de um ancião com cabelos e vestes brancas sentado. Vê também o filho do homem recebendo o poder, glória e realeza e diz que o seu reino não se dissolverá. Seu reino permanecerá para sempre.

Disse que para entender essa visão de Daniel devemos também conhecer ou ler o texto (Dn 7, 1-8) no qual, em uma visão anterior, o Profeta vê quatro bestas saindo do mar, que vêm para destruir e oprimir. A interpretação dessa Visão nos apresenta, nessas quatro bestas, as quatro nações que oprimiam o povo de Israel.

Esclareceu que a expressão: “filho do homem” em hebraico significa simplesmente “um homem” (um ser humano). Jesus também usa nos Evangelhos esta expressão Filho do Homem.

Traçou um paralelo entre os textos do Livro do Profeta Daniel, no capítulo 7, e o Evangelho, dizendo que Jesus é esse filho do homem que veio do Pai. Seu reino é para sempre e está presente em nossos corações. Diferente das 4 bestas, que usam o poder e a dominação para reinar, Jesus se doa na Cruz. Ele veio para servir.

O poder e glória de Jesus, nós encontramos no evangelho de hoje, em sua transfiguração.

Em seguida, Padre Denzil recordou que há 60 anos, em Brasília, as missas eram celebradas em locais abertos, sem belas igrejas, mas que as famílias acreditavam em Jesus sacramentado. E ainda, que devemos transmitir a transfiguração e a glória de Jesus aos nossos irmãos que não O conhecem, celebrado nos Sacramentos, na Palavra e na Comunidade.

Que hoje, ao celebrarmos a festa da Transfiguração, esse Jesus, que reina em nossos corações, faça com que tenhamos coragem de sair do comodismo, do lugar onde nos sentimos bem, e ir ao encontro do outro.

Para encerrar a homilia, Pe. Denzil convidou duas Irmãs missionárias da Colômbia e do Paraguai, Irmã Maria Belém e irmã Susana, ambas da Arca de Maria, a darem seus testemunhos.

Foi um momento muito especial e de muitas bênçãos para os moradores.

Parabéns, mais uma vez, aos organizadores e principalmente, ao Padre Denzil por proporcionar essa grande oportunidade e alegria de missas nas Quadras.

Após a missa foi oferecido um lanche comunitário.

Amanhã, 7 de agosto, último dia das missas nas quadras, a missa será realizada  na Prefeitura da quadra 412. Não perca!

“Este é o meu Filho amado, no qual eu pus todo meu agrado. Escutai-o!” (Mt 17, 5b).

Confira aqui as fotos do evento

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *