Ano Jubilar Paroquial – Missa e tríduo – 30 de janeiro de 2022

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Nosso Arcebispo Dom Paulo Cezar Costa presidiu a Santa Missa no 1º dia do Tríduo em preparação ao Jubileu Paroquial a ser comemorado no dia 2 de fevereiro de 2022. Acolheu a todos com muita alegria e sinais de gratidão pelos 60 anos da Paróquia do Verbo Divino, lembrando-nos da paróquia que cresceu com a cidade de Brasília. “Tínhamos homens e mulheres de fé que pensaram a Igreja e hoje ela existe.”
A Missa foi concelebrada pelo nosso pároco Pe. Vagner e vigário Pe. Carlos, com o auxílio dos diáconos Algacir e Reinaldo.
Em sua homilia, Dom Paulo nos levou a refletir sobre a necessidade de darmos graças a Deus por nossa paróquia, por todos esses anos, e pelas coisas boas que aconteceram. Por tantos sacerdotes que por aqui passaram. Relembrou “os leigos e leigas que gastaram suas vidas, ontem eles e hoje todos nós nas pastorais e movimentos”. Somos frutos dos 60 anos de caminhada de tantos que construíram tudo que vemos e vivenciamos. Ao citar a primeira leitura, nos encaminha à vocação de Jeremias, o tempo que Deus se dirigiu ao profeta. Deus vocaciona, assiste e acompanha a vida do profeta, pois Ele é um Pai bondoso que sustenta nossa missão. Por isso temos uma paróquia viva e até aqui o Senhor nos assistiu. “Não somos só nós, é Deus que vai fazendo e realizando através de nós, através de nossa generosidade, através do nosso doar-se”.
Nosso pastor Dom Paulo, ao falar sobre o Evangelho de São Lucas, ressalta a firmeza de Jesus que nos diz que a palavra se cumpriu Nele, Jesus se tornou o centro da cena, Jesus age com liberdade e não se deixa aprisionar com a pressão, Ele passou e seguiu seu caminho. Cristo tem a consciência do seu caminho, não se deixa amedrontar. O Arcebispo enfatiza aqui a liberdade de um grande profeta. Destaca que o medo de nossa vida pode ser isso, se deixar aprisionar pelas ideias torrentes, pelos preconceitos, pelas coisas do dia a dia, onde perdemos nossa liberdade de homens e mulheres, onde não é a fé que está à frente. Com todo carinho, nos mostra que nossa vida de fé deve ser construída de caminhos de liberdade.
Ainda em suas palavras, traz a segunda leitura para nós, colocando-nos diante da realidade do amor, em que São Paulo fala que sem a caridade nada seríamos, não se pode ter vida sem amor, vida de fé sem amor, se estamos aqui é porque muitas pessoas nos antecederam, desgastaram a vida numa construção, dedicando-se em pastorais e movimentos, pois essa é a vida da Igreja, por beleza e amor de Cristo impelido em nós. Dom Paulo fala o quanto precisamos nos desgastar por amor à Igreja, isso faz com que sejamos bons para os outros e essa é a riqueza da igreja.
Tudo vai para frente a partir da vida de leigos e leigas que se desgastam, por amor e quando isso acontece com leveza, dá amor à nossa existência. O amor move nossa liberdade e faz com que doemos nosso trabalho. Finalizou a homilia com entusiasmo, nos incentivando a celebrar com alegria esses 60 anos, que hoje agradeçamos a Deus e continuemos fazendo a diferença, para que tanta gente continue se encontrando no Evangelho. Que a beleza do amor de Jesus Cristo continue a irradiar o amor ao próximo, e atraia muitas pessoas para que sempre façam a experiência do amor de Cristo em nossa paróquia. “Que a leveza do amor seja a diferença em nosso meio.”

Confira AQUI AS FOTOS

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.